Análise morfométrica e de textura superficial de grãos utilizada na identificação de litofácies eólica e de dissipação em rampa arenosa/dissipação: o caso da Praia Mole (Ilha de Santa Catarina)

Julio César Paisani

Resumo


Este artigo exibe resultados do uso da análise morfométrica e textura superficial de grãos no reconhecimento de litofácies eólicas e de dissipação, em camadas de rampa arenosa/dissipação desenvolvida durante o último período glacial no Balneário Praia Mole - Ilha de Santa Catarina. A esfericidade dos grãos mostrou pouca variação, não sendo parâmetro significativo na diferenciação entre sedimentos eólicos (maturos) e sedimentos de encosta (imaturos). O arredondamento expressou certo grau de maturidade dos grãos, sobretudo na identificação das frações granulométricas correspondentes à mistura de grãos eólicos com grãos de encosta. A textura superficial é a propriedade que mais auxiliou na distinção de litofácies eólica e de dissipação, permitindo definir frações granulométricas exclusivamente eólica e de encosta (dissipação).


Palavras-chave


Litofácies ambienta; Análise morfométrica; Textura superficial de grãos; Rampa arenosa/dissipação; Environmental lithofacies; Morphometrical analysis; Grain surface texture; Sand ramp/dissipation

Texto completo:

PDF/A


Geosul, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. eISSN 2177-5230

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.