Cadeia produtiva de frango de corte: uma análise de desempenho a partir da matriz insumo-produto de Mato Grosso do Sul

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2177-5230.2020v35n76p428

Palavras-chave:

Mercado imperfeito, Economia regional, Agronegócio, Frango de corte, Matriz insumo-produto

Resumo

A cadeia produtiva de frango de corte em Mato Grosso do Sul apresenta uma estrutura de mercado semelhante a oligopólio, com número restrito de firmas atuantes na economia e ausência de dominação do mercado por nenhum dos agentes. Neste trabalho buscou-se analisar os efeitos de uma estrutura de mercado concentrado para o desempenho da cadeia produtiva, assim como sua relação e interação com o resto da economia estadual. A partir do background fornecido pelo modelo insumo-produto, constatou-se a baixa contribuição direta do setor para a geração e spillover dos efeitos multiplicativos do emprego (E), rendimento (R) e produção (VA). Os resultados possibilitam o melhor entendimento da cadeia produtiva de frango de corte e os reflexos de uma estrutura de mercado concentrado na economia.

Biografia do Autor

Wesley Osvaldo Pradella Rodrigues, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Mestre em Agronegócios pela Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD). Doutor em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional pela Universidade Anhanguera Uniderp

Daniel Massen Frainer, Professor Associado da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Doutor em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Professor Associado da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul.

Antonio Sérgio Eduardo, Professor Assistente na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)

Mestre em Geociências pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Doutorando em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional pela Universidade Anhanguera Uniderp. Professor Assistente na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)

Referências

ABPA, ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PROTEINA ANIMAL. Relatório Anual 2017. Disponível em: http://abpa-br.com.br/storage/files/relatorio-anual-2018.pdf. Acesso em: 10 mar. 2018.

ALLEN, A. J.; REEVES, J.; MUMMA, G. Structure, Conduct, and Performance changes in the U.S. Agricultural commodity trucking industry. Journal of Food Distribution Research, Seattle, v.1, p.31-33, 1999.

BAIN, J. S. Organization Industrial. New York: Wiley, 1968.

BARROS, F. L.; LIMA, J. R.; FERNANDES, R. A. Análise da Estrutura de Mercado na cadeia produtiva do leite no período de 1998 a 2008.

Revista de Economia e Agronegócio, Viçosa, v.8, n.2, p.177-198, 2010.

BHUYAN, S.; LOPEZ, R. A. Oligopoly Power in the Food and Tobacco Industries. American. Journal of Agricultural Economics, Banbury, v.79, n.3, p.1035-1043, 1997.

BREITENBACH, R.; SOUZA, R. S. Estrutura, conduta e governança na cadeia produtiva do leite: um estudo multicaso no Rio Grande do Sul. Revista Eletrônica de Administração, Porto Alegre, v. 21, n.3, p.750-781, 2015. doi:10.1590/1413-2311.0372014.53598

CALEMAN, S. M.; CUNHA, C. F. Estrutura e conduta da agroindústria exportadora de carne bovina no Brasil. Organizações Rurais & Agroindustriais, Lavras, v.13, n.1, p.93-108, 2011.

CARVALHO, L. H.; AGUIAR, D. R. Concentração de mercado e poder de monopsônio na indústria brasileira de esmagamento de soja. Revista de Economia e Agronegócio, Viçosa, v.3, n.3, 2005.

COOK, M. L.; CHADDAD, F. R. Agroindustrialization of the global agrifood economy: bridging development economics and agribusiness research. Agricultural Economics, Milwaukee, v.23, p.207-218, 2000.

COOK, M. L.; CHADDAD, F. R. Agroindustrialization of the global agrifood economy: bridging development economics and agribusiness research. Agricultural Economics, Milwaukee, v.23, p.207-218, 2000.

COSTA, E. D.; JÚNIOR, I. T.; BEZERRA, J. F.; MELO, M. V. Matriz de Insumo-Produto de Pernambuco para 1999: metodologia de cálculo e subsídios ao planejamento regional. Economia Aplicada, Ribeirão Preto, v.9, n.4, p.595-621, 2005.

CUNHA, D. A.; DIAS, R. S. Análise do segmento exportador da avicultura brasileira no período de 1996 a 2004. Revista de Economia e Agronegócio, Viçosa, v.4, n.1, p.63-74. 2006. doi:10.25070/rea.v4i1.74

FAGUNDES, M. B., DIAS, D. T., FIGUEIREDO, A. M.R., PITALUGA, C. M. Interligações setoriais e composição do produto, demanda e renda da agropecuária de Mato Grosso do Sul: uma aplicação da matriz insumo-produto. Contextus Revista Contemporânea de Economia e Gestão, Fortaleza, v.14, n.1, p.58-82, 2016.

FEIJÓ, C. A. (Orgs). Contabilidade social: referência atualizada das contas nacionais do Brasil. Rio de Janeiro: Elsevier, 5 ed., 2017.

FIGUEIREDO JUNIOR, H. S., et al. Evaluating strategies for honey value chains in Brazil using a value chain structure-conduct-performance (SCP) framework. International Food and Agribusiness Management Review, West Lafayette, v.19, n.3, p.225-250, 2016.

FRAINER, D. M., et al. Matriz insumo-produto de Mato Grosso do Sul 2015: construção e análise dos principais indicadores econômicos. Revista de Desenvolvimento Econômico, v. 2, n. 46, 2020 (no prelo).

GOLDBERG, R. A. Agribusiness coordination: a systems approach to the wheat, soybean, and Florida orange economies. Boston: Harvard University, 1968.

GONÇALVES, M. F., NEVES, M. C., BRAGA, M. J. O setor rural no nordeste brasileiro: uma análise à luz da matriz de insumo-produto. Revista Economia e Desenvolvimento, Santa Maria, v.14, n.1, p.25-43, 2015.

GUILHOTO, J. J. M. Análise de insumo – produto: teoria e fundamentos. São Paulo: USP, 2004.

GUILHOTO, J. J., SOLVEIRA, F. G., ICHIHARA, S. M., AZZONI, C. R. A importância do agronegócio familiar no Brasil. Revista de Economia e Sociologia Rural, Brasília, v.44, n.3, p.355-382, 2006. doi:10.1590/S0103-20032006000300002

GUILHOTO, J.J.M; HEWINGS, G. J. D.; SONIS, M. Linkages and multipliers in a multiregional framework: integrations of alternative approaches. Discussion paper 96-t-8. Regional Economics Applications Laboratory. University of Illinois, 1996.

HADDAD, E. A. A Estrutura econômica de Minas Gerais: uma análise de insumo-produto. Revista Nova Economia, Belo Horizonte, p.11-58, 1995.

HAGUENAUER, L., BAHIA, L. D., CASTRO, P. F., RIBEIRO, M. B. Evolução das cadeias produtivas brasileiras na década de 90. Texto Para Discussão IPEA, Brasília, p.1-61, 2001.

HARRE, H., PIRSCHER, F. The food industry in the new EU member states: a comparative view on structure, conduct and performance. Outlook on Agriculture, Thousand Oaks, v.38, n.1, p.23-29, 2009.

HIRSCHMAN, A. O. The Strategy of Economic Development. New Haven: Yale University Press. 1958. 217p.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Sistema IBGE de Recuperação Automática – SIDRA/IBGE. Abate de aves de corte. Brasília: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2018. Disponível em: http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/tabela/protabl.asp. Acesso em: 14 abr. 2018.

KALLUF, S. N.; KURESKI, R. Modelo insumo-produto: uma aplicação para a Economia Paranaense. Nota Técnica 25. IPARDES: Curitiba, 2014.

KALUFF, S.N. et al. A. Matriz de Insumo-Produto do Nordestes e Estados: metodologia e resultados. Banco do Nordeste: Fortaleza, 2010.

LEONTIEF, W. A economia do insumo-produto. São Paulo: Nova Cultura, 3ed., 1988. 233p.

MELLO, T. L. Defesa da concorrência. In KUPFER, D. Economia industrial: fundamentos teóricos e práticos no Brasil. Rio de Janeiro: Elsevier, 2002. p. 485-514.

MENDES, C. S.; PEREIRA, M.W.G.; TEIXEIRA, E. C. Uma análise do Insumo-Produto do setor lácteo mineiro. Revista Econômica do Nordeste, Fortaleza, v.42, n.3, p. 489-504, 2011.

MILLER, R.E.; BLAIR, P.D. Input-output analysis: foundations and extensions. New York: Cambridge University Press, 2009. 750p.

MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA, COMÉRCIO EXTERIOR E SERVIÇOS. Comex Stat. Comércio exterior de aves de corte. Brasília: Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, 2018. Disponível em: http://comexstat.mdic.gov.br/pt/home. Acessado em: 05 mai. 2018.

MOHAMED, Z. et al. Struture, conduct and performance of the Malaysian meat and meat preparation industry. Pertanika Social Sciences e Humanities, Selangor, v. 23, p.47-62, 2015.

MORIMOTO, Y. On aggregation problems in input-output analysis. Review of Economic Studies, London, v.37, n.109, p. 119-26, Jan. 1970.

MULLER, C. A., SANTOS, J. C., AGUIAR, D. R. Análise de desempenho na cadeia bovina no Estado de São Paulo. In: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural, 44, 2006. Anais… Fortaleza: UFC, 2006.

NZIMA, W. M., DZANJA, J. Efficiency of soybean Markets in Malawi: structure, conduct and performance approach. Internacional Journal of Business and Social Science, Radford, v.6, n.4, p.162-170, 2015.

OECD-FAO. Agricultural Outlook 2016-2025. Paris: OECD Publishing/ Food and Agriculture Organization of the United Nations, 2016. doi:10.1787/agr_outlook-2016-10-em

OLIVEIRA, C. A. A dinâmica da estrutura da indústria de carne de frango no Brasil, 2011, 100 f. Dissertação (Mestrado em Agronegócios) Programa de Pós-Graduação em Agronegócios, Universidade de Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

PORSSE, A. A. Multiplicadores de impacto na economia gaúcha: aplicações do modelo de insumo-produto fechado de Leontief. Porto Alegre: Fundação de Economia e Estatística Siegfried Emanuel Heuser, 2002. 52p.

PORSSE, A. A. Multiplicadores de impacto na economia gaúcha: aplicação do modelo de insumo-produto fechado de Leontief. Documentos FEE, n. 52, Porto Alegre: FEE, 2002.

RASMUSSEN, P. Studies in Intersectoral Relations. Amsterdam: North Holland. 1956.

RICHARDSON, H. W. Insumo-Produto e economia regional. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1978. 272p.

RODRIGUES, W. O., GARCIA, R. G., NAAS, I. D., ROSA, C. O., CALDARELLI, C. E. Cadeia produtiva do frango de corte de Mato Grosso do Sul: uma análise de conduta de mercado. Organizações Rurais e Agroindustriais, Lavras, v.17, n.1, p.137-147, 2015.

SCHERE, F. M., ROSS, D. Industrial Market Struture and Economic Performance. Boston: Houghton Mifflin Company, 1990.

SEDIYAMA, A. F., CASTRO JÚNIOR, L. G., CALEGARIO, C. L., SIQUEIRA, P. H. Análise de estrutura, conduta, e desempenho da indústria processadora de soja no Brasil no período de 2003 a 2010. Revista de Economia e Sociologia Rural, Brasília, v.51, n.3, p.161-182, 2013. doi:10.1590/S0103-20032013000100009

SETIAWAN, M., EMVALOMATIS, G., LANSINK, A. O. Structure, conduct, and performance: evidence from the Indonesian food and beverages industry. Empirical Economics, Vienna, v.45, n.3, p.1149-1165, 2013.doi:10.1007/s00181-012-0648-3

SOARES, N. S., OLIVEIRA, R. J., CARVALHO, K. H., SILVA, M. L., JACOVINE, L. A., VALVERDE, S. R. A cadeia produtiva da celulose e do papel no Brasil. Revista Floresta, Curitiba, v.40, n.1, p.1-22, 2010. doi:10.5380/rf.v40i1.17094

SONIS, M.; HEWINGS, G. J.D.; GUO, J. Sources of structural changes in input-output systems: a field of influence approach. Economics System Research, Vienna, v.8, n.1, 1996.

TALAMINI, E., PEDROZO, E. Á. Matriz do tipo Insumo-Produto (MIP) de uma propriedade rural derivada do estudo de filière. Teoria e Evidência Econômica, Passo Fundo, v.12, n.22, p.77-103, 2004.

TALAMINI, E., PEDROZO, E. Á. Matriz do tipo Insumo-Produto (MIP) de uma propriedade rural derivada do estudo de filière. Teoria e Evidência Econômica, Passo Fundo, v.12, n.22, p.77-103, 2004.

TEIXEIRA, L. A. J. Banana. Boletim Técnico IAC. 2ed. rev. e atual. Campinas, n. 100, 1997. p. 131-132.

TOREZANI, T. A., CALDAS, B. B., CALDEIRA, J. F. Matriz Insumo Produto do RS e Brasil: Estimando os Multiplicadores Totais e os Impactos das Quebras de Safra da Soja no RS. In: Encontro de Economia Gaúcha 2016, 8, 2016, Porto Alegre. Anais eletrônicos...Porto Alegre: FEE, 2016. Disponível em: http://cdn.fee.tche.br/eeg/8/19_BRUNO-BREYER-CALDAS.pdf. Acesso em: 05 fev. 2019.

VIAENE, J., GELLYNCK, X. Structure, Conduct and Performance of the European Food Sector. European Review of Agricultural Economics, Den Haag, v.22, n.3, p.282-295,1995.

YESUFU, O. A., AYANWALE, A. B. Structure, Conduct and Profitability of broiler processing enterprises in Southwestern Nigeria. Journal of Agriculture and Environmental Studies, Madison, v.2, n.2, p.1-20, 2011.

ZYLBERSZTAJN, D. Agribusiness systems analysis: origin, evolution and research perspectives. Revista de Administração, Brasília, v.52, n.1, p.114-117, 2017. doi:10.1016/j.rausp.2016.10.004

ZYLBERSZTAJN, D. Conceitos gerais, evolução e apresentação do sistema agroindustrial. In: ZYLBERSZTAJN, D.; NEVES, M. F. (Org.). Economia e Gestão dos Negócios Agroalimentares. São Paulo: Pioneira, 2000. v. 1, cap. 1. p. 1-20.

Downloads

Publicado

2020-10-27

Edição

Seção

Artigos