Metrópole chinesa inteligente de Shenzhen: lições para mobilidade urbana

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2177-5230.2020v35n77p244

Palavras-chave:

Cidades inteligentes, Mobilidade urbana, Frota de ônibus elétrica, Shenzhen

Resumo

O artigo pretende examinar os principais aspectos da infraestrutura e do arcabouço institucional que contribuíram para cidade a chinesa de Shenzhen se tornar a primeira metrópole do mundo a operar com frota de ônibus 100% elétrica. O procedimento metodológico adotado na pesquisa consiste em levantamento e seleção bibliográfica – para caracterização do estudo de caso e identificação da estrutura de incentivos que impactou na mobilidade urbana e viabilizou as transformações da frota de ônibus na cidade. Os resultados da pesquisa confirmam que os investimentos estrangeiros diretos associados às politicas públicas nacionais e locais estimularam de forma significativa a transição para um sistema de mobilidade elétrica em Shenzhen.

Biografia do Autor

Verônica Nascimento Brito Antunes, UFRRJ-UFAL

Doutora em Ciências Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento pelo IE/UFRJ; professora adjunta da Universidade Federal de Alagoas, Brasil.

Jacilene dos Santos Silva, Universidade Federal de Alagoas

Mestre em Economia Aplicada pelo Programa de Pós-graduação em Economia Aplicada da Universidade Federal de Alagoas (CEMEA/UFAL)

Camila do Carmo Hermida, Universidade Federal de Alagoas

Doutora em Economia pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Professora da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, da Universidade Federal de Alagoas (FEAC/UFAL) e atualmente coordenadora do Programa de  Pós-graduação em Economia Aplicada da Universidade Federal de Alagoas (CEMEA/UFAL).

Referências

ACCENTURE. Technology Vision 2014: building cities for the citizen. Disponível em: https://www.accenture.com/t00010101t000000__w__/au-en/_acnmedia/pdf-11/accenture-technology-vision-2014-building-cities.pdf. Acesso em: 30 set. 2020.

AIETA, V. S. CIDADES INTELIGENTES: UMA PROPOSTA DE INCLUSÃO DOS CIDADÃOS RUMO À IDEIA DE “CIDADE HUMANA”. Revista de Direito da Cidade, v. 8, n. 4, p. 1622- 1643, 2016. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/rdc/article/viewFile/25427/19155. Acesso em: 30 set. 2020.

CUNHA, M.; PRZEYBILOVICZ, E.; MACAYA, J. F. M.; SANTOS, F. B. P. D. et al. Smart Cities: Transformação digital de cidades. 1ed. São Paulo: Programa Gestão Pública e Cidadania - PGPC, 2016. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/handle/10438/18386. Acesso em: 30 set. 2020.

DAMERI, R.; COCCHIA, A. Smart city digital city: Twenty years of terminology evolution. X Conference of the Italian Chapter of AIS, ITAIS, Università Commerciale Luigi Bocconi, Milan (Italy), p. 1-8, 2013.

ELLEN MACARTHUR FOUNDATION., Shenzhen Transição Para Um Sistema De Mobilidade Elétrica Na Cidade: Desenvolver mobilidade elétrica no sistema público de ônibus e além. Março de 2019. Disponível em: https://www.ellenmacarthurfoundation.org/assets/downloads/Shenzhen.pdf. Acesso em: 30 set. 2020.

EMBAIXADA DA REPÚBLICA POPULAR DA CHINA NO BRASIL. Embaixador Li Jinzhang: 13º Plano Quinquenal proporciona oportunidades históricas à cooperação sino-latino-americana. Disponível em: http://br.china-embassy.org/. Acesso em: 02 out. 2020.

FERREIRA, D. L. L.; GUABIROBA, R. P.; DE PAIVA, D. M.; DE ALMEIDA, G. M. O investimento do governo chinês em energia limpa e projetos ambientais. In: IX Congresso Brasileiro de Planejamento Energético- CBPE, Florianópolis, 2014.

GRAY, A. Shenzhen just made all its buses electric, and taxis are next. 02 nov. 2018. Disponível em: https://www.weforum.org/agenda/2018/11/shenzhen-just-made-all-its-buses-electric-and-taxis-are-next. Acesso em: 02 out. 2020.

LIN, Y.; ZHANG, K.; SHEN, Z. J. M.; MIAO, L.Charging Network Planning for Electric Bus Cities: A Case Study of Shenzhen, China. Sustainability, p. 1-27, 2019. Disponível em: https://www.mdpi.com/2071-1050/11/17/4713/htm. Acesso em: 30 set. 2020. doi:10.3390/su11174713

LONGFELLOW, T. City Profile: Shenzhen. 8 mar. 2017. E-bi. Ideas. Delivered. Disponível em: https://e-bi.com/2017/03/08/city-profile-shenzhen/. Acesso em 30 set. 2020.

XUE, L.; ZHOU, W. How did Shenzhen, China build world’s largest electric bus fleet? World Resources Institute. 04 apr. 2018. Disponível em: https://www.wri.org/blog/2018/04/how-did-shenzhen-china-build-world-s-largest-electric-bus-fleet. Acesso em 30 set. 2010.

MOBILIZE BRASIL. Mobilidade urbana sustentável. Shenzhen, na China, a 1ª cidade a ter 100% dos ônibus e táxis elétricos. 2018. Disponível em: https://www.mobilize.org.br/noticias/11368/shenzhen-na-china-a-1a-cidade-a-ter-100-dos-onibus-e-taxis-eletricos.html. Acesso em: 02 out. 2020.

NG. M. K. City profile Shenzhen. Cities, v. 20, n. 6, p. 429–441, 2003.

Planet smart city. China possui o maior número de cidades inteligentes. 28 nov. 2018. Disponível em: https://www.planetsmartcity.com.br/china-possui-o-maior-numero-de-projetos-de-cidades-inteligentes/. Acesso em: 30 set. 2020.

PNUMA. Renewables In Cities 2019 Global Status Report. Disponível em: https://www.ren21.net/wp-content/uploads/2019/05/REC-2019-GSR_Full_Report_web.pdf. Acesso em: 30 set. 2020.

ROSSATTO, L. Cidades Inteligentes: de onde vieram e para onde vão? Outra cidade, 3 de agosto de 2015. Disponível em: https://outracidade.com.br/cidades-inteligentes-de-onde-vieram-e-para-onde-vao/. Acesso em: 30 set. 2020.

ZOTIN, M. Z. O Papel da China na transição energética global: estado, indústria e recursos. 2018. Dissertação (mestrado em Planejamento Energético) – Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-graduação e Pesquisa de Engenharia (COPPE) da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

Downloads

Publicado

2020-12-07