Representações do poder xamanístico nas narrativas dos sonhos Siona

Autores

  • Esther Jean Langdon Universidade Federal de Santa Catarina

Palavras-chave:

Xamanismo, Sonho, Poder, Tucano

Resumo

A maioria das narrativas Siona é dedicada a questões relativas aos xamãs e suas atividades, includindo as batalhas xamanísticas, os xamãs ancestrais e as viagens aos outros campos do universo. Embora os xamãs sejam especialistas em viagens visionárias, para os Siona o sonho é uma forma comum de viajar ao "outro lado" onde o povo do sonho informa ao sonhador sobre acontecimentos passados e futuros. Contar os sonhos é uma atividade comum. As narrativas dos sonhos são elaboradas a partir de um corpus de símbolos reconhecidos, os quais servem à intetpretação de temas como a caça, a pesca, a saúde e a doença. Este artigo examina o papel dos sonhos na cultura Siona, bem como estabelece relações entre os sonhos e certas noções do xamanismo, explorando as formas como as narrativas dos sonhos e as narrativas xamanísticas compartilham um mesmo sistema simbólico. Por fim, este artigo discute as narrativas pessoais de um xamã, as quais são elaboradas a partir de um conjunto compartilhado de símbolos expressando suas preocupações subjetivas e sua avaliação de seu status enquanto xamã.

Biografia do Autor

Esther Jean Langdon, Universidade Federal de Santa Catarina

Possui graduação em Departamento de Antropologia e Sociologia - Carleton College (1966), mestrado em Departamento de Antropologia - University of Washington (1968) e doutorado em Antropologia - Tulane University of Louisiana (1974), Pós-doutorado da Indiana University (1993-4) e University of Massachusetts, Amherst 2009.. Atualmente é professor titular da Universidade Federal de Santa Catarina e coordenadora do Instituto Nacional de Pesquisa: Brasil Plural. Tem experiência na área de Antropologia, com ênfase em Cosmologia e Saúde, atuando principalmente nos seguintes temas: antropologia da saúde, saúde indígena, política da saúde indígena, narrativa e performance, xamanismo e cosmologia.

Downloads

Publicado

1999-01-01

Edição

Seção

Artigos