Indigenismo e Territorialização: poderes, rotinas e saberes coloniais no Brasil contemporâneo / A viagem da volta: etnicidade, política e reelaboração cultural no Nordeste indígena

Autores

  • Maria Ignez Cruz Mello Centro Educacional Sao Camilo

Resumo

Trata-se de duas coletâneas imprescindíveis para todo aquele que se interessa pelas populações indígenas no Brasil contemporâneo. A tônica de ambas tem sobre a questão da territorialização, partindo do princípio que a atribuicão de uma base territorial fixa paaa um'a, dada sociedade acarreta mudanças significativas  para esta Territorializacão e definida como um processo de territorialização social calçada na diferenciação etnica, na constituicão de mecanismos políticos especializados, na redefinicão do controle social sobre recursos ambientais e na reelaboração da cultura e da relação com o passado (1999 20).

Biografia do Autor

Maria Ignez Cruz Mello, Centro Educacional Sao Camilo

Bacharel em Música, na área de Composição, pela Universidade Estadual de Campinas (1986), mestre em Antropologia Social pela Universidade Federal de Santa Catarina (1999) e doutora em Antropologia Social pela Universidade Federal de Santa Catarina (2005). Atualmente é professora efetiva do curso de Música e do Programa de Pós-Graduação em Música (PPGMUS/UDESC) da Universidade do Estado de Santa Catarina. Membro dos grupos de pesquisa MUSICS (UDESC), MUSA (UFSC) e GESTO (UFSC), tem experiência nas áreas de Antropologia e Artes, com ênfase em Música, atuando principalmente nos seguintes temas: música indígena, música e relações de gênero, alto xingu, etnologia indígena.

Downloads

Publicado

2001-01-01

Edição

Seção

Resenhas