Entrevista com Eduardo Viveiros de Castro

Autores

  • Rafael José de Menezes Bastos Universidade Federal de Santa Catarina
  • Carmen Rial Universidade Federal de Santa Catarina

Resumo

Menezes Bastos - Seus textos sobre os yawalapití foram muito importantes na seqüência de suas investigações. Tipicamente aqueles sobre corporalidade. Inclusive o famoso artigo que você escreveu com Seeger e DaMatta'. Este pode ser visto como uma espécie de projeto, que orientou mais de uma década de pesquisas. Tudo isso remete ao Museu Nacional, ao PPGAS. Gostaria que você falasse sobre o ambiente intelectual dessa época no PPGAS. Particularmente sobre Seeger, que sempre me pareceu ter tido um papel especialmente relevante no engendramento da etnologia regional das últimas décadas.

Biografia do Autor

Rafael José de Menezes Bastos, Universidade Federal de Santa Catarina

Possui bacharelado em Música pela Universidade de Brasília (1968), mestrado em Antropologia Social pela Universidade de Brasília (1976) e doutorado em Ciência Social (Antropologia Social) pela Universidade de São Paulo (1990). Atualmente é Professor Associado I da Universidade Federal de Santa Catarina, onde coordena o nucleo de estudos "Arte, Cultura e Sociedade na America Latina e Caribe" (MUSA). Atua como conselheiro editorial das seguintes publicações, entre outras: "Vibrant" (Associação Brasileira de Antropologia), "The World of Music", "Critical World" (Universidade de Montreal), "Campos - Revista de Antropologia Social", "Continuum Encyclopedia of Popular Music of the World", "Revista de Estudos Poetico-Musicais" (do Núcleo de Estudos Poético Musicais, UFSC). É co-editor de "Ilha - Revista de Antropologia" e editor de "Antropologia em Primeira Mão", ambos da UFSC. Tem experiência na área de Antropologia, com ênfase em Etnologia e Etnomusicologia Indigenas, atuando principalmente nos seguintes temas: música nas terras baixas da América do sul, Alto Xingu, música popular brasileira, Santa Catarina e música na América Latina e Caribe.

Carmen Rial, Universidade Federal de Santa Catarina

Jornalista e antropóloga tem mestrados em Antroplogia pela Université de Paris V Sorbonne (1985) e pela UFRGS (1988), e doutorado em Antropologie et Sociologie pela Université de Paris V (1992). Professora do departamento de Antropologia da UFSC (1982), atua no Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social e no Doutorado Interdisciplinar em Ciências Humanas, os quais coordenou. Professora-visitante na UNB (2003), na UFRGS (2004), na Universidad de La República (2005) e no ISCTE (2009). Pesquisadora visitante na Universidad de Cádiz (2004/2005), na Universidad Complutense de Madrid (2008), Visiting Scholar na Berkeley University (2009). Pós-doutorados na EHESS (1996-1998), na Universite de Toulouse (2008), e no LAS do College de France (2009). Foi da diretoria da Associação Brasileira de Antropologia (2002-2004), e integrante do seu Conselho Diretivo (2006-2009). Participou da criação das revistas Ilha, Vibrant e da Revistaria do CFH. Orientou 19 monografias de conclusão de curso de graduação, 16 dissertações de mestrado, 15 teses de doutorado (sendo 4 co-orientações). Tem publicações na área de Antropologia Urbana, principalmente nos seguintes temas: antropologia visual, antropologia da alimentação, globalização cultural, estudos de mídia e antropologia do esporte. Recebeu o premio Pierre Verger de Contribuição à História da Antropologia, por "Mauss, segundo suas alunas" (2002), bolsa de Pesquisa Faculty Enrichment do Governo do Canadá (2007). Coordena o Núcleo de Antropologia Audiovisual e Estudos da Imagem (Navi) e o Grupo de Antropologia Urbana e Marítima, e integra o Instituto de Estudos de Gênero (IEG).

Downloads

Publicado

2002-01-01

Edição

Seção

Entrevistas