Até onde vai o olhar antropológico?

Myriam Moraes Lins de Barros

Resumo


Este texto desenvolve reflexões sobre as experiências de ensino e orientação da antropologia nos cursos de graduação e de Pós-graduação em serviço social. Apresento o mesmo debate em autores que tratam da presença das diferentes áreas das ciências sociais em outros campos disciplinares. Examino o lugar da antropologia no curso de serviço social atual e aponto a importância do diálogo com outras áreas e cursos universitários e preocupação com a vulgarização da postura epistemológica da antropologia que a vê mais como uma técnica de pesquisa do que como uma área de conhecimento.

Palavras-chave


Ensino; Antropologia; Serviço social; Graduação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Ilha R. Antr., Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC,  Florianópolis, SC, Brasil, ISSNe 2175-8034