Das coincidências na pesquisa e na produção antropológicas

Autores

  • Silvio Coelho dos Santos UFSC

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8034.2008v10n1p301

Resumo

A Antropologia no Brasil teve grande mcremento a partir da implantação dos programas de pós-graduação, nos finais dos anos sessenta do século passado Os campos tradicionais da pesquisa etnografica, focalizando povos incligenas e populações rurais e urbanas, se diversificaram rapidamente Minha trajetona como pesquisador inclui principalmente investigações com mdigenas no Sul do Brasil, abordando temáticas como contato mterétmco, educação, direito de =nonas e consequências sociais de projetos de desenvolvimento Nesta comurncação, quero destacar que alguns dos projetos que desenvolvi foram iniciados em circunstâncias não previstas micialmente As decisões que tive de tomar entraram mais no terreno das coincidências do que no cenano das escolhas programadas Foram, portanto, fruto de circunstâncias Quero exemplificar com duas temáticas que trabalhei mtensivamente e que não foram escolhas realizadas inteiramente sob o meu controle, como pesquisador Trata-se, parodiando Norberto Bobbio , das muitas coincidências, azares e incertezas que regem a nossa vida, e que nos fizeram chegar até aqui enquanto profissionais da Antropologia.

Downloads

Publicado

2008-08-16

Edição

Seção

A Antropologia de Silvio Coelho dos Santos