Por uma antropologia da comunicação - a construção de um campo e suas pesquisas

Autores

  • Isabel Siqueira Travancas UFRJ

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8034.2008v10n2p113

Palavras-chave:

Comunicação, Mídia, Imprensa

Resumo

Este trabalho tem como objetivo discutir as relações e, principalmente, as contribuições da antropologia para o estudo e a pesquisa sobre os meios de comunicação. As ciências sociais em geral e a Antropologia em particular só recentemente têm refletido de forma mais sistemática sobre os meios de comunicação de massa. Eles não foram, ao longo das últimas décadas, um tema privilegiado e assunto de dissertações e teses de doutorado nos Programas de Pós Graduação em Antropologia Social no país. Em um breve levantamento em instituições acadêmicas dos grandes centros urbanos, nota-se que a mídia, e principalmente a imprensa, aparecem nas pesquisas como um elemento complementar. O foco deste trabalho é portanto a análise de algumas dessas teses e dissertações de Antropologia cujo tema central é a mídia. Através da leitura do conjunto de trabalhos ficaram evidentes quatro eixos temáticos: a idéia de construção da notícia pela imprensa, utilizando a noção de representação; o discurso dos jornalistas sobre sua própria carreira e sobre os meios de comunicação de massa; as pesquisas sobre publicidade em geral e sobre publicitários e os estudos sobre televisão e as etnografias de recepção que refletem sobre as interpretações e resignificações dos telespectadores dos programas da mídia televisiva.

Biografia do Autor

Isabel Siqueira Travancas, UFRJ

Jornalista, mestre em Antropologia Social pelo Museu Naiconal-UFRJ e doutora em Literatura Comparada pela UERJ. Professora-adjunta da Escola de Comunicação da UFRJ, área de Produção Editorial.

Downloads

Publicado

2008-12-15

Edição

Seção

Seção Temática: Antropologia e Comunicação