Mocambo: antropologia e história do processo de formação quilombola

Autores

  • Wilson Jose Ferreira de Oliveira Universidade Federal de Sergipe

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8034.2008v10n2p210

Resumo

Nos últimos anos assiste-se a uma enorme produção de trabalhos sobre a temática dos “remanescentes quilombolas” no Brasil. Quando se examina, rapidamente, o lugar ocupado por essa temática nos recentes congressos de antropologia, percebe-se claramente que ela está presente, ainda que sob denominações diferentes, em várias mesas-redondas e grupos de trabalho, como também é objeto de moções e denúncias feitas em nome da própria associação profissional dos antropólogos. No que pese a grande proliferação de trabalhos e grupos de pesquisas sobre as “comunidades quilombolas”, ainda é muito pequena a produção teórica e conceitual referente a essa temática.

Downloads

Publicado

2008-12-15

Edição

Seção

Resenhas