VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. Métaphysiques cannibales: lignes

Autores

  • Rafael Rocha Pansica UFSC

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8034.2010v12n1-2p263

Resumo

 

Métaphysiques cannibales: lignes d’anthropologie post-structurale

versões das teorias nativas. é o livro mais recente do antropólogo Eduardo Viveiros de Castro,publicado pela Presses Universitaire de France em 2009, comtradução para o francês de Oiara Bonilla. A proposta central do livro, sugerida já no título, consiste em repensar o empreendimento antropológico a partir das etnoantropologias praticadas pelos povos ameríndios ou, dito de outro modo, a partir das filosofias da relação implicadas em suas metafísicas canibais. Para o autor, as teorias antropológicas devem se constituir como versõesdas teorias nativas.

 

Downloads

Publicado

2010-01-05

Como Citar

PANSICA, Rafael Rocha. VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. Métaphysiques cannibales: lignes. Ilha Revista de Antropologia, Florianópolis, v. 12, n. 1,2, p. 263–267, 2010. DOI: 10.5007/2175-8034.2010v12n1-2p263. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/ilha/article/view/2175-8034.2010v12n1-2p263. Acesso em: 22 fev. 2024.

Edição

Seção

Resenhas