Teorías, Actores y Redes de la Ayahuasca

Oscar Calavia Sáez

Resumo


O uso da ayahuasca, mesmo no seu espaço indígena original, não pode ser descrito como um corpo, culturalmente variável, mas culturalmente circunscrito, de conhecimentos tradicionais, rituais ou técnicas xamánicas. Este artigo o descreve, antes, do mesmo modo em que são descritas a ciência e a técnica modernas, como uma rede de atores humanos e não humanos (espíritos, substâncias bioquímicas, especialistas, clientes, teorias sobre os seus princípios e objetivos) transformando-o à medida que o executa e o dissemina. O artigo tenta ser um survey da diversidade de composições, usos e agentes da ayahuasca na Amazônia indígena


Palavras-chave


Ayahuasca; Xamanismo;Teoría ator-rede; Índios da Amazônia

Texto completo:

PDFA


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8034.2014v16n1p7

Ilha R. Antr., Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC,  Florianópolis, SC, Brasil, ISSNe 2175-8034