Resenha Viodeográfica: Pensando o Lugar da Criança nos Filmes Etnográficos

Autores

  • Fabiana Stringini Severo Universidades Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8034.2015v17n1p226

Resumo

Este pequeno ensaio tratará de dois filmes etnográficos, “Como o Jabuti Comeu a Onça” e “A Anta, o Peixe, e o Jabuti”1, produzidos em oficinas de cinema com crianças indígenas Baniwa. Pretende-se elaborar uma breve análise dos filmes e do contexto em que foram produzidos a partir de autores, como Ivana Bentes, Dominique Gallois e Vincent Carelli, antropólogos integrantes do Projeto Vídeo nas Aldeias; David MacDougall, realizador de filmes etnográficos do denominado “cinema observacional”; e Clarice Cohn, que escreveu sobre a antropologia da criança.

Downloads

Publicado

2015-11-25

Como Citar

SEVERO, Fabiana Stringini. Resenha Viodeográfica: Pensando o Lugar da Criança nos Filmes Etnográficos. Ilha Revista de Antropologia, Florianópolis, v. 17, n. 1, p. 226–235, 2015. DOI: 10.5007/2175-8034.2015v17n1p226. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/ilha/article/view/2175-8034.2015v17n1p226. Acesso em: 20 maio. 2024.

Edição

Seção

Resenhas