Guerreiro Ramos e “O Drama de ser Dois”

Autores

  • Ariston Azevêdo Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, Brasil
  • Renata Ovenhausen Albernaz Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8034.2016v18n1p41

Resumo

O artigo propõe uma crítica sobre a forma como a ideia de simetria tem sido acionada pela produção em antropologia da ciência brasileira. Seus vínculos promovem associações à terminologia da ANT que representam poucos esforços efetivos de implementação do projeto proposto por Bruno Latour (1994). A partir dessa análise, são sugeridas bases para um protocolo de estudos antropológicos sobre as ciências que considerem a especificidade do estatuto da (não) modernidade no Brasil.

Biografia do Autor

Ariston Azevêdo, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, Brasil

Graduado em Engenharia Mecânica pela Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Mestrado em Administração (1997) e Doutorado em Sociologia Política pela Universidade Federal de Santa Catarina (2006). É professor da Escola de Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (EA/UFRGS). Os seus temas de interesses são: Pensamento Social Brasileiro, Educação Superior em Administração, História Intelectual e Teorias das Organizações.

Renata Ovenhausen Albernaz, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, Brasil

É doutora em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), mestre em Direito pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e graduada em Direito e em Administração. Atua, como professora adjunta, nos cursos de graduação em Administração Pública e Social, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), e nos cursos de Mestrado e Doutorado em Memória Social e Patrimônio Cultural junto à Universidade Federal de Pelotas (UFPel), e sua linha de pesquisa envolve os temas do Multiculturalismo, Pluralismo Jurídico, Direitos de grupos minoritários e políticas públicas no Brasil.

Downloads

Publicado

2016-10-19

Edição

Seção

Artigos