Langdon, Esther Jean 2014. La negociación de lo oculto. Chamanismo, medicina y familia entre los Siona del bajo Putumayo. Popayán, Editorial Universidad del Cauca.

Autores

  • Isabel Santana Rose UFMG, pós-doutoranda no PPGAN

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8034.2016v18n2p201

Palavras-chave:

Xamanismo, plantas de poder, Pesquisas

Resumo

Se fizermos um sobrevoo no histórico das pesquisas antropológicas a respeito do xamanismo, veremos que até por volta da primeira metade do século XX as análises sobre esse tema tentavam encaixar esse fenômeno em categorias ocidentais pré-concebidas, resultando em discussões fragmentadas e que não davam conta da complexidade e da diversidade do fenômeno.

Biografia do Autor

Isabel Santana Rose, UFMG, pós-doutoranda no PPGAN

Possui graduação em Ciências Sociais com Habilitação em Antropologia pela Unicamp (2002), Mestrado (2005) e Doutorado (2010) em Antropologia Social pela Universidade Federal de Santa Catarina e Pós-Doutorado pelo PPGAS UFSC/INCT Brasil Plural (2010-2012) e pelo PPGAN/UFMG (2014-2016). Durante o ano de 2013 foi professora visitante na UFMG. É autora de diversos artigos publicados em livros e revistas especializados. É pesquisadora do INCT Instituto Brasil Plural (IBP), do Núcleo de Estudos sobre Saúde e Saberes Indígenas (NESSI) e do Grupo de Estudos em Oralidade e Performance (GESTO). Tem experiência na área de Antropologia, com ênfase em antropologia da religião e antropologia da saúde; rito, simbolismo e performance; xamanismo e etnologia indígena.

Downloads

Publicado

2016-12-24

Edição

Seção

Resenhas