O Beco dos Artistas e a subversão das normas de gênero

Autores

  • Andressa de Freitas Ribeiro Universidade Federal da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8034.2017v19n1p163

Palavras-chave:

Beco dos Artistas, Gender, Body and Behavior

Resumo

O presente artigo é resultado de uma etnografia realizada, durante três anos, sobre um espaço de sociabilidade GLS denominado Beco dos Artistas, em Salvador-BA. O seu intuito é articular teoria e prática e, para isso, recorre a teorias que versam sobre o corpo e o gênero e analisa os dados que emergem do campo à luz dessas reflexões teóricas. A título de apresentação, o Beco dos Artistas possuía, no período de campo, quatro bares – Green Bar, Bar Cultural, Bar de Eduardo e Camarim – e o espaço da rua. Os relatos contidos nesse artigo versam tanto sobre o comportamento quanto sobre as práticas dos frequentadores nesses espaços.

 

Biografia do Autor

Andressa de Freitas Ribeiro, Universidade Federal da Bahia

Doutoranda em Ciências Sociais pela UFBA com realização do doutorado sanduíche pelo período de um ano na França, em Aix-Marseille Université. Mestre em Ciências Sociais pela UFBA. Atualmente, desenvolve sua pesquisa de doutorado sobre historias de vida de homens trans na cidade de Salvador-BA e faz parte do grupo de pesquisa ECSAS, na linha de pesquisa ESO (Espaço e Sociabilidades).

Downloads

Publicado

2017-12-19

Edição

Seção

Artigos