Antropologia e pós-colonialismo: focando as castas na Índia

Autores

  • Andreas Hofbauer Universidade Estadual Paulista (UNESP) - Marília

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8034.2017v19n2p37

Resumo

O artigo propo?e-se a analisar converge?ncias e diverge?ncias entre duas “tradic?o?es de ana?lise” acade?micas frente ao tema da alteridade: antropologia e po?s-colonialismo. Ao exemplo do debate em torno das castas na I?ndia, busca-se ilustrar os alcances e os limites dos enfoques antropolo?gicos e po?s-coloniais. Como ambas as abordagens oferecem potencialidades de ana?lises valiosas, o autor sugere trata?-las como complementares e propo?e a elaborac?a?o de uma perspectiva anali?tica plural.

Biografia do Autor

Andreas Hofbauer, Universidade Estadual Paulista (UNESP) - Marília

Possui doutorado em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo (1999) e doutorado em Völkerkunde pela Universidade de Viena (1986). Atualmente é professor assistente doutor da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, campus Marília. Atua principalmente nos seguintes temas: racismo e anti-racismo, diferença e desigualdade em contextos afro-diaspóricos, cultura e religiosidade afro-brasileiras, teoria antropológica e pós-colonialismo.

Downloads

Publicado

2018-03-05

Como Citar

HOFBAUER, Andreas. Antropologia e pós-colonialismo: focando as castas na Índia. Ilha Revista de Antropologia, Florianópolis, v. 19, n. 2, p. 037–071, 2018. DOI: 10.5007/2175-8034.2017v19n2p37. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/ilha/article/view/2175-8034.2017v19n2p37. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Antropologia e Crítica Pós-colonial