Contextos histórico-políticos, desigualdad y poder en procesos culturales-patrimoniales

Autores

  • Mónica Beatriz Rotman Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas (CONICET). Universidad de Buenos Aires

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8034.2018v20n2p155

Palavras-chave:

Museu da Cidade de Buenos Aires, Férias Artesanais, Campo cultural e patrimonial, Contexto Histórico e politico, Legitimidade e Poder

Resumo

Analisamos comparativamente neste trabalho dois casos, localizados na cidade de Buenos Aires e originados no final dos anos ´60: o “Museo de la Ciudad de Buenos Aires” com a “Feria de San Pedro Telmo” (de Antiguidades) e as “Ferias Artesanales del Sistema de Ferias”, dependentes do Município da Cidade durante essa data, atual Governo Autónomo. Culminamos a pesquisa em 1976, momento em que instala-se no pais a ultima ditadura militar. A proposta situa-se dentro do campo da cultura e o patrimônio, colocando foco nas “marcas” que o contexto social, político e ideológico onde insertam-se os âmbitos examinados  imprimem sob os mesmos, assim como nas formas em que se manifesta a desigualdade e se exerce o poder no campo sinalado, aclarando que durante o lapso abrangido na pesquisa (e salvo curtos períodos), o país encontrava-se sob o comando do governo militar.

 

Biografia do Autor

Mónica Beatriz Rotman, Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas (CONICET). Universidad de Buenos Aires

Dra. de la UBA- Area Antropología

Profesora Titular Regular Universidad de Buenos Aires (UBA)

Investigadora Principal del Consejo Nacional de

Investigaciones Científica y Técnicas (CONICET)

tInstituto de Ciencias Antropológicas (FFyL, UBA)

Facultad de Filosofía y Letras. 

Universidad de Buenos Aires

Publicado

2019-01-17

Edição

Seção

A fetichização do patrimônio: analise critica e praticas reprodutivas hegemônicas