Resgate o Passado, Ative o Turismo – Reflexões sobre Gestão Patrimonial

Autores

  • Marcela Brac ICA FFyL UBA

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8034.2018v20n2p85

Resumo

Neste artigo pretende-se refletir sobre o processo de patrimonialização de memórias em relações às iniciativas de turismo impulsionadas por políticas públicas. Para tais fins, examina-se a relação entre o poder político provincial e a sociedade civil em torno da valorização e do consumo do passado. No âmbito das políticas públicas que incentivam a ativação econômica para fins econômicos, analise-se a conformação do museu comunitário Villa Guillermina, como recurso estratégico para a gestão local e, ao mesmo tempo, uma instituição que contribui para a estruturação de memórias coletivas que tornam visíveis certos grupos sociais, e invisibilizam outros.

Biografia do Autor

Marcela Brac, ICA FFyL UBA

Licenciada en Ciencias Antropológicas FFyL UBA

Dra. UBA Antropología Social

Docente de grado y posgrado de la FFyL UBA

Publicado

2019-01-17

Como Citar

BRAC, Marcela. Resgate o Passado, Ative o Turismo – Reflexões sobre Gestão Patrimonial. Ilha Revista de Antropologia, Florianópolis, v. 20, n. 2, p. 084–106, 2019. DOI: 10.5007/2175-8034.2018v20n2p85. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/ilha/article/view/2175-8034.2018v20n2p85. Acesso em: 13 jul. 2024.

Edição

Seção

A fetichização do patrimônio: analise critica e praticas reprodutivas hegemônicas