Perspectivas sobre o Feminismo Negro em Salvador, Bahia

Cecilia Anne McCallum

Resumo


No Brasil, as mulheres negras são associadas simbolicamente com o trabalho doméstico. Em Salvador, elas geralmente ocupam a posição social mais baixa na hierarquia socio-econômica. O artigo examina as respostas feministas à esta situação, as quais incluem a ação afirmativa e uma política de presença que prega a eleição de mulheres negras para representar o eleitorado negro feminino. O artigo descreve a dinâmica racial entre feministas negras e brancas na Bahia e demonstra as tendências contraditórias que estruturam o relacionamento. Detalha diferentes influências sobre as ideais e propostas das feministas baianas. Finalmente, desmente, através de uma exploração minuciosa e micro-histórica dos distintos discursos das feministas e os contextos em que são empregados, a proposta de que uma política de identidade necessariamente leva a um novo essencialismo de raça ou de cultura.

Palavras-chave


feminismo; raça; politica de identidade; essencialismo; Bahia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Ilha R. Antr., Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC,  Florianópolis, SC, Brasil, ISSNe 2175-8034