Traduzindo Calvino: reflexões acerca do processo tradutório a partir de cartas do escritor

Autores

  • Leila Beatriz Azevedo Ponciano Universidade Federal de Minas Gerais
  • Natália Moreira Tosatti Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7917.2015v20nesp1p183

Palavras-chave:

Italo Calvino, Processo tradutório, Tradutor, Cartas

Resumo

Este artigo tem como objeto de estudo a nossa tradução da carta “Qualsiasi cosa cerchi di scrivere”, de Italo Calvino, para o português brasileiro, com o título “Qualquer coisa que eu tente escrever”, publicado pela Revista Teia da Faculdade de Letras da UFMG em agosto de 2011. Esse texto é uma homenagem a Che Guevara e foi escrito por Calvino em outubro de 1967 e publicado no ano seguinte na revista cubana Casa de las Américas. O texto original integral em italiano foi publicado na Itália somente 30 anos depois, pela revista Quaderni della Fondazione Ernesto Che Guevara. Propomos, neste trabalho, reexaminar o processo tradutório, estabelecendo um diálogo entre a nossa tarefa tradutória e as reflexões de Calvino sobre tradução através de textos do escritor. Em sua carta intitulada “Sul Tradurre” (1963), Calvino discorre sobre as questões tradutórias, ressaltando, em relação ao papel do tradutor, a importância de conhecer bem as duas línguas, a língua materna e a língua estrangeira. Para Calvino, a tradução permite releituras e descobertas de sentidos, às vezes, despercebidos no texto original. Pretendemos, dessa forma, tecer considerações sobre as reflexões de Italo Calvino no que tange ao processo tradutório e demonstrar, ao assumirmos o lugar do tradutor, como as estratégias discursivas e as escolhas tradutórias podem contribuir para aproximar o leitor do texto traduzido.

 

Biografia do Autor

Leila Beatriz Azevedo Ponciano, Universidade Federal de Minas Gerais

* Mestre em Estudos Linguísticos pela UFMG. Possui graduação em Letras pela Universidade Federal de Juiz de Fora. Tem experiência na área de Linguística, atuando principalmente com ensino de Língua Italiana e Português para Estrangeiros (PLE). Tem como foco os seguintes temas: tradução, legibilidade em textos traduzidos, abordagem contrastiva no ensino de PLE e da língua italiana, aspectos culturais no ensino/aprendizagem de língua estrangeira. Trabalha ainda como aplicadora do exame de proficiência em Língua Portuguesa do Brasil (CELPE-Bras).

Natália Moreira Tosatti, Universidade Federal de Minas Gerais

Graduada em Letras (Licenciatura em Língua Portuguesa) e Mestre em Estudos Linguísticos pela Universidade Federal de Minas Gerais. Faz parte do Programada de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos da UFMG, desenvolvendo, como doutoranda, pesquisa sobre avaliação de proficiência em PLE. Atualmente, é Professora de Língua Português no Departamento de Linguagem e Tecnologia do CEFET-MG.

Downloads

Publicado

2015-02-07

Como Citar

PONCIANO, L. B. A.; TOSATTI, N. M. Traduzindo Calvino: reflexões acerca do processo tradutório a partir de cartas do escritor. Anuário de Literatura, [S. l.], v. 20, n. 2, p. 183-194, 2015. DOI: 10.5007/2175-7917.2015v20nesp1p183. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/literatura/article/view/2175-7917.2015v20nesp1p183. Acesso em: 1 dez. 2020.