Guerra e trauma no romance “A última canção da noite”, de Francisco Camacho

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7917.2018v23n2p172

Palavras-chave:

Guerra, Trauma, História, Literatura Portuguesa

Resumo

O artigo Guerra e trauma no romance “A última canção da noite”, de Francisco Camacho, têm como objetivo analisar a presença de tais aspectos na narrativa do autor português, refletindo acerca de como a presença da guerra gera traumas em um indivíduo, fazendo com que tenha seus atos conduzidos e sua vida comprometida pelos conflitos. Mais especificamente, em tal ficção, vê-se o personagem Jack Novak, guitarrista de sucesso da banda “The Bitters”, envolvido, por ligações familiares, aos eventos catastróficos da guerra civil da Jugoslávia, na década de 1990, situação a qual ele tenta por um momento se afastar, mas não consegue, afetando-o assim permanentemente, fazendo-o se questionar quanto à própria vida, marcando-o na memória com as cenas aterrorizantes da guerra, característica esta peculiar do trauma. Como base teórica para tal proposta de trabalho, usufruir-se-á da filosofia de Arthur Schopenhauer (1788-1860) e Friedrich Nietzsche (1844-1900), que abordam a temática do homem como propagador da dor e a necessidade que o mesmo sente em entrar em conflito, impondo suas vontades ao outro, respectivamente; da psicanálise de Sigmund Freud (1856-1939), atentando para o comportamento compulsivo e repetitivo do indivíduo traumatizado; a ideia de trauma como resultado da cultura, de uma era pós-catástrofe que nunca passa, apresentadas por Primo Levi (1919-1987) e por Márcio Seligmann-Silva (1964); dentre outros pensadores que corroboram para o desenvolvimento de tais temáticas sobre a guerra e do trauma. 

Biografia do Autor

Diogo Duarte do Prado, Universidade Federal do Rio Grande

Doutorando do curso de pós-graduação em Letras - História da Literatura na Universidade Federal do Rio Grande (FURG); Mestre em Letras - História da Literatura pela Universidade Federal do Rio Grande (FURG); Graduado em Letras português/espanhol pela Universidade Federal do Rio Grande (FURG). Trabalha com Literatura Portuguesa contemporânea e teoria literária, com enfoque em temáticas como a dor, o trauma, o medo e a representação das sociedades no romance português.

Downloads

Publicado

2018-11-09

Como Citar

DO PRADO, D. D. Guerra e trauma no romance “A última canção da noite”, de Francisco Camacho. Anuário de Literatura, [S. l.], v. 23, n. 2, p. 172-181, 2018. DOI: 10.5007/2175-7917.2018v23n2p172. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/literatura/article/view/2175-7917.2018v23n2p172. Acesso em: 23 nov. 2020.

Edição

Seção

Artigos