Padéia ou a Educação da crítica

Susana Célia Leandro Scramim

Resumo


Em 1972, num texto publicado em Los Libros, n.º 28, Josefina Ludmer ao refletir sobre o trabalho da crítica literária dizia que o ofício crítico se insere no processo de produção de significação mediante a palavra escrita e ao mesmo tempo por meio de uma atividade de leitura da palavra escrita de outro, da obra literária, assim concluía a autora “el trabajo crítico es, sobre todo, una serie articulada de lecturas escritas.” 1 Ao apresentar seu estudo no Colóquio “Periodis-mo Cultural no Cone Sul”, promovido pelo Instituto Estadual do Livro do Rio Grande do Sul, em 1995, Maria Lucia de Barros Camargo, afirma que crítica literária se constrói e é construída com base nas atividades dos periódicos literários. 2 Reforçando essa hipótese de leitura, poder-se-ia dizer que quando as leituras escritas são publicadas em periódicos especializados o trabalho da crítica literária é potencializado.

Palavras-chave


Literatura; Educação; Crítica

Texto completo:

PDF


Direitos autorais



Boletim de Pesquisa NELIC, ISSNe 1984-784X, Florianópolis, SC, Brasil.

 

CC-by-NC icon