José Régio na Presença: arte viva, modernismo e crítica

Julio Cesar Rodrigues Cattapan

Resumo


Este artigo apresenta uma análise das críticas e en­saios assinados por José Régio na revista Pre­sença, publicação influente na primeira metade do século XX em Portugal no que se refere à divul­gação e à crítica de arte e literatura, no­tadamente poesia. A análise volta-se, principalmente, para os valores defendi­dos por Régio no que se refere à crítica e à criação artís­tica, com ênfase para o que ele en­tende por arte viva, arte mo­derna e crítica. Régio defende a origina­lidade da obra de arte, alcançável so­mente quando o artista expressa livre­mente sua personalidade. Propõe tam­bém que é necessário ao crítico analisar a personali­dade e o mundo interior do artista para se chegar à com­preensão de sua obra. 


Palavras-chave


Revista Presença; José Régio; crítica; arte viva; arte moderna

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-784X.2013v13n20p58

Direitos autorais



Boletim de Pesquisa NELIC, ISSNe 1984-784X, Florianópolis, SC, Brasil.

 

CC-by-NC icon