Representações da Loucura no Brasil: medicalização e visão do internamento em Lima Barreto

Guilherme P. C. Martins, Marcela C. M. Amaral

Resumo


O artigo tem como objetivo traçar uma relação entre as representações da loucura no Brasil no campo literário, especificamente no contexto do final do século XIX e nas primeiras décadas do século XX, e o momento histórico, político e intelectual pelo qual o país passava no citado período. Para tanto, enfatiza as políticas de saúde, o processo de institucionalização da loucura no país e a visão acerca do internamento na literatura, com destaque para as reflexões do romancista Lima Barreto.


Palavras-chave


Ciências Humanas; História; Sociologia

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2178-4582.2012v46n2p295

Direitos autorais 2013 Guilherme P. C. Martins, Marcela C. M. Amaral

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

R. Ci. Hum. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe 2178-4582

Creative Commons License Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

 

.