Identidade e personificação do lugar na apropriação do espaço pelos nativos de Ibiraquera, SC

Rosa Nadir Jerônimo, Teresinha Maria Gonçalves

Resumo


O presente artigo é resultado de uma pesquisa de mestrado realizada na comunidade tradicional de Ibiraquera, município de Imbituba, sul de Santa Catarina tendo como objetivo a compreensão do processo de apropriação deste espaço dada a acelerada ocupação do local por turistas brasileiros e estrangeiros. Com o enfoque teórico na Psicologia Ambiental, utilizou-se uma pesquisa de campo numa abordagem qualitativa, procedendo-se um estudo de caso que contemplou uma amostra de dez moradores pertencentes a famílias tradicionais da pesca artesanal e da agricultura de subsistência. A principal técnica empregada para a coleta de dados consistiu na realização de entrevistas informais, visando ao relato de suas histórias de vida. As principais categorias de análise foram a construção da identidade e a apropriação do lugar, constatando-se que estes dois processos se complementam e podem ser observados na personificação do lugar, no qual, cada habitante na sua singularidade e na coletividade da comunidade, marca o espaço nativo, por meio do afeto, da estética, do simbolismo e da cultura.

 


Palavras-chave


Apropriação do espaço; Identidade; Personificação; Nativo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/2178-4582.2013v47n1p117

Direitos autorais 2014 Rosa Nadir Jerônimo, Teresinha Maria Gonçalves

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

R. Ci. Hum. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe 2178-4582

Creative Commons License Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

 

.