Um Estudo Sobre Prazer e Sofrimento de Líderes em uma Organização Familiar

Elaine Marinho Bastos, Antonio Caubi Ribeiro Tupinambá, Suzete Suzana Pitombeira

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/2178-4582.2014v48n2p352

O artigo trata do sofrimento psíquico enquanto realidade no mundo do trabalho. O estudo analisa a percepção dos líderes de uma organização familiar sobre a vivência de prazer e sofrimento no trabalho. Realizou-se um estudo de caso descritivo de caráter qualitativo, mediante a utilização da entrevista como técnica de coleta de dados. Identificou-se, por meio das falas dos sujeitos pesquisados, situações de sofrimento relacionados às categorias: Contexto da organização de trabalho; Formação e qualificação dos líderes; Liderança: atividade de responsabilidade; Sofrimento ou prazer e Estratégias defensivas. Constatou-se, ainda, a existência de uma relação percebida entre sofrimento e organização do trabalho específico à empresa familiar pesquisada, evidenciando-se determinadas situações que significam para seus líderes, vivência de prazer no cotidiano de trabalho associada a sofrimento, corroborando com o que é apregoado na psicodinâmica do trabalho sobre o binômio prazer e sofrimento em cargos de liderança, no caso específico pesquisado, também por conta de características da organização familiar.


Palavras-chave


Sofrimento Psíquico; Trabalho; Líderança; Empresa Familiar

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/2178-4582.2014v48n2p352

Direitos autorais 2014 Elaine Marinho Bastos, Antonio Caubi Ribeiro Tupinambá, Suzete Suzana Pitombeira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

R. Ci. Hum. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe 2178-4582

Creative Commons License Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

 

.