A ocupação da cidade de São Paulo: as inscrições urbanas como elos ou barreiras entre o centro e a periferia

Autores

  • Rafael Giardini Lenzi
  • Mariana Cortez UNILA

DOI:

https://doi.org/10.5007/2178-4582.2016v50n1p168

Palavras-chave:

inscrições urbanas, centro-periferia, São Paulo, destinadores, visualidade

Resumo

A cidade de São Paulo é um cenário privilegiado da arte urbana, especialmente das inscrições urbanas. Entendemos o artista da rua como um agente social que atua e transforma a paisagem urbana e sua arte como forma de democratização da expressão plástica. À luz da Sociossemiótica desenvolvida por Landowski (2006, 2002, 1992), analisaremos a pichação e o grafite – práticas que entrelaçam centro e periferia, investindo sujeitos diferenciados dos programados pela cidade. Diante da diversidade artística em São Paulo, interessa descrever como essas inscrições urbanas ocupam a cidade e delineiam sujeitos submetidos a destinadores outros na urbe.  Utilizamos, então, uma diferenciação do praticante (artista) e da prática (sua arte) para entender essa forma de ocupação urbana como um elo entre as polaridades sócio-espaciais da cidade.

Referências

ARRUDA, V. Um spray na mão e uma ideia na cabeça. Arte em revista, São Paulo, Ano 6, n. 8, p. 59-63, out. 1984.

ASSOCIAÇÃO viva o centro. Disponível em: http://www.vivaocentro.org.br/curta-o-centro/como-chegar-ao-centro.aspx. Acesso em: 09 fev. 2015.

BORGES, L. A. Entre o desejo e a morte. Arte em revista, São Paulo, Ano 6, n. 8, p. 64-68, Out. 1984.

CAVALERA blog. 18 nov. 2014. Disponível em: http://www.cavalera.com.br/blog/tag/street-art/. Acesso em: 09 fev. 2015.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano. Petrópolis: Vozes, 2004.

CIDADE cinza. Direção: Guilherme Valiengo, Marcelo Mesquita. Produção: Peppe Siffredi. São Paulo: SALA12 Filmes, 2013.

COLECIONADOR de vidas. Os gêmeos//Grafiteiros//The twins//Graffiti. 26 out. 2009. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=-XLrae8FcP8. Acesso em: 09 fev. 2015.

COTRIM, L. R. Pontes Estaiada - construção de sentidos para São Paulo. São Paulo: Estação das Letras e Cores Editora, 2014.

GARCIA, G. O monumento que a prefeitura de São Paulo abandonou. São Paulo antiga, São Paulo, 19 dez. 2011. Disponível em: http://www.saopauloantiga.com.br/o-monumento-que-a-prefeitura-de-sao-paulo-abandonou. Acesso em: 09 fev. 2015.

JORNAL da gente. São Paulo, fev. 2004. Disponível em: http://www.tudoeste.com.br/?DS=ttl_estacao-modelo%7CPub_4%7Csmfr_3%7CCodArt_503. Acesso em: 09 fev. 2015.

KOBRA. Muros da memória. Disponível em: http://eduardokobra.com/muro-de-memorias/. Acesso em: 09 fev. 2015.

LANDOWSKI, E. Jogos Ópticos: situações e posições da comunicação. In: A Sociedade Refletida. São Paulo: EDUC-Pontes, 1992.

LANDOWSKI, E. Presenças do outro. São Paulo: Perspectiva, 2002.

LANDOWSKI, E. Les Interactions Risquées. Limoges: Pulim, 2006.

MACHADO, A. Brás, Bexiga e Barra Funda. Artigo de Fundo (sem numeração de página). São Paulo: Moderna, 1999.

MANCO, T.; ART, L.; NEELON, C. Graffiti Brasil. Londres: Thames & Hudson, 2005.

MIGLIANO, M. Mapa dos Graffitis de Belo Horizonte: apropriações da rua e da internet. In: CONGRESSO INTERNACIONAL EM COMUNICAÇÃO E CONSUMO, 3, São Paulo. Anais... São Paulo, 2013. Disponível em: http://www.espm.br/download/Anais_Comunicon_2013/Comunicon.swf. Acesso em: 08 fev. 2015.

PEREIRA, A. B. As marcas da cidade: a dinâmica da pixação em São Paulo. Lua Nova: Revista de Cultura e Política, São Paulo, 79, 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ln/n79/a07n79.pdf. Acesso em: 08 fev. 2015.

OSGEMEOS protestam contra prefeitura de SP após grafite apagado. Portal Rua Augusta, São Paulo, 2013. Disponível em: http://augustasp.com/ruaaugusta/05/osgemeos-protestam-contra-prefeitura-de-sp-apos-grafite-apagado/. Acesso em: 08 fev. 2015.

PICHAÇÃO. Disponível em: http://www.pichacao.com. Acesso em: 08 fev. 2015.

PROJETO fotográfico voto em imagens. Disponível em: https://votoemimagens.wordpress.com/tag/pichacao/. Acesso em: 09 fev. 2015.

SANTOS, M. O lugar e o cotidiano. In: SANTOS, B. de; MENESES, M. P. (Orgs.). Epistemologias do Sul. São Paulo: Cortez, 2010.

SERVIÇO profissional de grafite. Disponível em: http://www.aerografite.com.br/fotos.php?categoria=varios_temas. Acesso em: 5/2/2015.

SILVA, R. F. S. da. Sobreviver em São Paulo. Folha de S. Paulo, São Paulo, 24 jan. 2004. Opinião. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/fz2401200410.htm. Acesso em: 05 fev. 2015.

SILVEIRA, Fabricio. O parque dos objetos mortos. Porto Alegre: Armazem Digital, 2010.

VÂNDALOS aproveitaram manifestação na capital para saquear lojas e pichar patrimônios públicos. BuxNotícias, 20 jun. 2013. Disponível em: http://buxnoticias.blogspot.com.br/2013/06/vandalos-aproveitaram-manifestacao-na.html. Acesso em: 9 fev. 2015.

WARHOLITOS. Cultura para niños. Disponível em:

https://warholitos.wordpress.com/2012/10/05/recomendacion-os-gemeos/. Acesso em: 9 fev. 2015.

WILL arte graffiti. Disponível em: http://willarte.blogspot.com.br/p/muros-de-escolas-municipais.html. Acesso em: 9 fev. 2015.

Downloads

Publicado

2016-07-31

Edição

Seção

Artigos