Fatores Essenciais de Risco de Uso de Drogas por Adolescentes: Utilizando Modelagem de Equações Estruturais

Autores

  • Giovani Glaucio Costa Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.5007/2178-4582.2016v50n1p212

Palavras-chave:

constructos causais, uso de drogas por adolescentes, análise de confiabilidade, análise fatorial exploratória, modelagem de equações estruturais

Resumo

A questão da identificação dos fatores que facilitam o uso de drogas por adolescentes é alvo de muitos estudos de autores que o pesquisam. Os fatores individuais de risco que ocasionam o uso de drogas por adolescentes, se combinados entre si, poderão atingir a mais de setenta possibilidades. Os pesquisadores ainda estão estudando as inter-relações entre os vários fatores já conhecidos, com a finalidade de se chegar a um provável consenso sobre o uso de drogas pelos jovens. Este artigo visou contribuir para a corroboração a cerca de fatores gerais consensuais que facilitam o uso de drogas por adolescentes. O objetivo deste estudo foi identificar quais os conceitos essenciais ou básicos, constructos, não observados diretamente, que pudessem resumir os fatores de risco diretos que aumentam, em diferentes intensidades, a probabilidade do jovem vir a consumir drogas. O artigo realizou uma pesquisa de percepção junto a uma amostra não probabilística de 124 psicólogos e assistentes sociais. A pesquisa questionava, numa escala de 0 a 10, a intensidade em que 20 fatores de risco individuais diretos aumentariam a probabilidade de um adolescente vir a usar drogas.A análise de dados  consistiu de uma análise de confiabilidade, de uma análise fatorial exploratória e de uma modelagem de equações estruturais, para verificar a existência de conceitos abstratos, identificá-los e confirmá-los. Os constructos, não medidos diretamente, seriam os fatores causais que explicariam e resumiriam os facilitadores diretos do consumo de drogas por menores de idade.“Fator de Risco Natural”, “Fator Evento e Experiência de Vida” e “Fator Social”, nesta ordem, provavelmente seriam os fatores latentes, os conceitos abstratos, o resumo teórico conceitual do que se percepção como fatores de risco facilitadores diretos do consumo de drogas não lícitas por adolescentes. Estes novos eixos temáticos sumarizam em 94,5% a variação das opiniões auferidas pelos pesquisados no estudo. A investigação é meramente preliminar, o ideal seria uma amostra com maior representatividade, mas abre caminhos para estudos mais generalizáveis sobre a temática estudada.

Biografia do Autor

Giovani Glaucio Costa, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Pós-doutor em Sociologia, Análises Estatísticas Multivariadas, pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro, na área de criminologia infanto-juvenil com a pesquisa Perfil biopsicossocial do adolescente em conflito com lei e fatores relacionados à prática de atos infracionais por parte destes adolescentes: modelagem estatístico-inferencial da delinquência juvenil no Estado do Rio de Janeiro (2008).

Downloads

Publicado

2016-07-31

Edição

Seção

Artigos