Uma alternativa ao sujeito brasileiro do século XIX: representações de “A Jangada” de Júlio Verne

Autores

  • Cássio Remus de Paula Universidade Estadual de Ponta Grossa

DOI:

https://doi.org/10.5007/2178-4582.2016v50n1p26

Palavras-chave:

Júlio Verne, A Jangada, representações, Nina Rodrigues, Euclides da Cunha

Resumo

O presente artigo tem como objetivo apresentar as formas como Júlio Verne descreve a etnia branca, negra e indígena em sua obra “A Jangada”. O romance, que se passa no norte brasileiro em 1852, expõe as diversas representações do imaginário do autor e da intelectualidade do século XIX. Referentes à construção do sujeito brasileiro, utilizam-se principalmente dois autores do mesmo século: Nina Rodrigues e Euclides da Cunha.

Biografia do Autor

Cássio Remus de Paula, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Bacharel e mestrando em História pela Universidade Estadual de Ponta Grossa.

Downloads

Publicado

2016-07-31

Edição

Seção

Artigos