Vivências de pais diante da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal: um estudo de caso

Suzane Pereira Busatta, Rosanna Rita Silva

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/2178-4582.2011v45n1p135

O presente estudo buscou investigar a percepção dos pais sobre a internação de um filho internado em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN). Foi utilizada a metodologia qualitativa, por meio de um estudo de caso e como instrumento de coleta de dados a entrevista semi-estruturada com um pai e uma mãe de um bebê prematuro internado em UTIN. O conteúdo das entrevistas foi analisado por meio da metodologia de análise de conteúdo, constituindo duas categorias e quatro subcategorias, que possibilitaram a compreensão de que o casal deste estudo vivenciou momentos de ambiva- lência de sentimentos, de uma rotina modificada pela hospitalização, bem como a busca de apoio para enfrentar estas situações. Percebeu-se a impor- tância do psicólogo no sentido de auxiliar os pais neste momento de sofri- mento psicológico.


Palavras-chave


Psicologia Hospitalar; Unidade de Terapia Intensiva; Neonatal; Família

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2178-4582.2011v45n1p135

Direitos autorais 2011 Suzane Pereira Busatta, Rosanna Rita Silva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

R. Ci. Hum. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe 2178-4582

Creative Commons License Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

 

.