O trabalho em questão

Sônia M. G. Larangeiral

Resumo


Este artigo discute algumas dessas questões, dividindo-se em duas partes. na primeira, realiza um levantamento das principais transformações pelas quais vem passando o mundo do trabalho, apontando algumas de suas conseqüências sociais; na segunda, apresenta alguns aspectos do debate que vem se desenvolvendo, principalmente na França, sobre a centralidade do trabalho e as perspectivas vislumbradas para o futuro do trabalho. Nos anos 90, essas dificuldades estão muito mais presentes no mundo do trabalho, caracterizadas por transformações tecnológicas; organizacionais; institucionais; definições do trabalho (tanto no perfil mercadológico, quanto do trabalhador), visto que têm ocorrido extinção de muitas profissões e o surgimento de novas, em ambientes cada vez mais propfcios as máquinas e seus robôs, reduzindo cada vez mais o espaço do trabalhador. Outro ponto interessante a ser analisado é o espaço cada vez maior, conquistado pelas mulheres no mundo do trabalho e na formagão da renda familiar.

Palavras-chave


Transformações produtivas; Centralidade do trabalho; Sociologia do Trabalho; Flexibilização do trabalho.

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 1997 Sônia M. G. Larangeiral

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

R. Ci. Hum. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe 2178-4582

Creative Commons License Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

 

.