Mares agitados: interpretações sobre os processos politicos latino-americanos. Brasil e Argentina em perspectiva comparada.

Autores

  • Vicente Palermo Instituto Torcuato di Tella, Buenos Aires - Argentina

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Resumo

Na primeira parte deste trabalho, examinou-se a luz de pesquisas,análises e ensaios dedicados aos processos politicos argentino e brasileirorecentes, a literatura dominante de interpretação dos regimes politicos latino-americanos. Postulou- se a existência de diversas correntes interpretativas, que acompanham uma trajetória na qual ambos países sofrem três grandes inflexões - o estabelecimento do regime politico democrático; a profunda transformação de seu modelo de organização econômico-estatal; uma muNa primeira parte deste trabalho, examinou-se   a luz de pesquisas, análises e ensaios dedicados aos processos politicos argentino e brasileiro recentes, a literatura dominante de interpretação dos regimes politicos latino-americanos. Postulou- se a existência de diversas correntes interpretativas, que acompanham uma trajetória na qual ambos países sofrem três grandes inflexões - o estabelecimento do regime politico democrático; a profunda transformação de seu modelo de organização econômico-estatal; uma mu-

Biografia do Autor

Vicente Palermo, Instituto Torcuato di Tella, Buenos Aires - Argentina

Buenos Aires, 1951. Cientista político e ensaísta, sociólogo pela Universidad de Buenos Aires e doutor em ciência política pela Universidad Complutense de Madrid. Morou na Espanha, no Brasil e na Itália, e é pesquisador principal do CONICET (Argentina) e do Instituto de Investigaciones Gino Germani (Universidad de Buenos Aires). Dedica-se a questões de política latino-americana comparada e de política e história argentina recentes, e é autor de vários livros e numerosos artigos sobre estes temas. Pertence ao Club Político Argentino (Buenos Aires), à Sociedad Argentina de Análisis Político e à Associação Brasileira de Ciência Política. É Guggenheim 2006 Fellowship. Premio LASA Iberoamericano 2009. Certificado pelo autor em 20/05/11

Publicado

2000-01-01

Edição

Seção

Artigos