A pesca artesanal na praia do Pântano do Sul, Brasil.

Autores

  • Rodrigo Luiz Simas de Aguiar Universidade Federal de Santa Catarina Instituto de Investigaciones Antropologicas de Castilla y León.
  • Joao B. S. de Aguiar Universidade Federal de Santa Catarina Prof. do Departamento de Ecologia e Zoologia da UFSC.
  • Paulo César Simões Lopes Universidade Federal de Santa Catarina Prof. Departamento de Ecologia e Zoologia; Coordenador do LAMAQ (Laboratório de Mamíferos Aquáticos) - UFSC.

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

Pesca artesanal, Litoral de Santa Catarina, Brasil, Estoques pesqueiros.

Resumo

A pesca artesanal é uma atividade econômica que vem sendo desenvolvida na Praia do Pântano do Sul há 5000 anos. A. ação desmedida das grandes indústrias pesqueiras vem causando uma diminuição drástica nos estoques pesqueiros do litoral de Santa Catarina, acarretando o declínio da pesca artesanal. Ações diretas devem ser planejadas para evitar que a pesca artesanal do Pântano do Sul venha a se extinguir, o que pode acontecer, segundo os pescadores locais, nos próximos dez anos.

Biografia do Autor

Rodrigo Luiz Simas de Aguiar, Universidade Federal de Santa Catarina Instituto de Investigaciones Antropologicas de Castilla y León.

Bacharel e Licenciado em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (1997) e Doutor em Antropologia pela Universidade de Salamanca - Espanha (2003). Hoje é professor adjunto da Universidade Federal da Grande Dourados. Atua como professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Antropologia da Universidade Federal da Grande Dourados e professor convidado do Programa de Pós-graduação em Antropología de Iberoamérica", da Universidade de Salamanca - Espanha. Tem experiência nas seguintes áreas: Arqueologia, com ênfase em Arte Rupestre; Arqueologia Pré-histórica; Etnoarqueologia; Antropologia Cultural; Etnologia. Certificado pelo autor em 07/03/12

Joao B. S. de Aguiar, Universidade Federal de Santa Catarina Prof. do Departamento de Ecologia e Zoologia da UFSC.

Prof. do Departamento de Ecologia e Zoologia da UFSC.

Paulo César Simões Lopes, Universidade Federal de Santa Catarina Prof. Departamento de Ecologia e Zoologia; Coordenador do LAMAQ (Laboratório de Mamíferos Aquáticos) - UFSC.

Graduação: Licenciado em Ciências Biológicas - Habilitação em Biologia - pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1984) e doutorado em Zoologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1995). Atualmente é professor Associado III do Departamento de Ecologia e Zoologia da Universidade Federal de Santa Catarina e orientador em pós-graduação nos Programas de Ecologia (UFSC) e Zoologia da Universidade Federal do Paraná. É Pesquisador do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnologico (CNPq) e tem experiência na área de Zoologia de Mamíferos Aquáticos, com ênfase em Morfologia do Esqueleto, Ecologia, Comportamento e Sistemática dos Cetáceos e Pinípedes. Certificado pelo autor em 16/02/12

Downloads

Publicado

2001-01-01

Edição

Seção

Artigos