Bases biológicas e influências culturais relacionadas ao comportamento parental

Alessandra Bonassoli Prado, Mauro Luís Vieira

Resumo


Pai e mãe interagem de forma diferente com seus filhos e filhas. Com o objetivo de identificar  fatores que modulam o comportamento parental e a repercussão deste na dinâmica familiar, foi realizada uma revisão de pesquisas teóricas e empíricas sobre o assunto, com ênfase na teoria da Evolução. Constata-se que: a) existem diferenças de gênero em relação aos papéis dos genitores no cuidado dos filhos e que podem ser  considerados complementares; b) o pai tem papel relevante no desenvolvimento infantil; c) existe relação entre sistemas de acasalamento e investimento parental (o cuidado dos descendentes em mamíferos de modo geral está interligado com a possibilidade de vinculação afetiva e sexual com a fêmea); e por fim; e) há necessidade de criar e definir termos que procurem refletir diferentes dimensões do comportamento parental. Conclui-se que o comportamento parental é um sistema motivacional multideterminado e que a abordagem evolucionista pode trazer contribuições significativas para se ter uma compreensão mais holística e heurística sobre o assunto.

Palavras-chave


Comportamento parental; Sistema de acasalamento; Psicologia Evolucionista; Investimento parental; Responsividade parental

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 2003 Alessandra Bonassoli Prado, Mauro Luís Vieira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

R. Ci. Hum. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe 2178-4582

Creative Commons License Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

 

.