A modernidade sob o prisma da tragédia: um ensaio sobre a singularidade da tradição sociológica alemã

Autores

  • Adélia M. Miglievich Ribeiro Universidade Estadual do Norte Fluminense
  • Brand Arenari Universidade Estadual do Norte Fluminense

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

Teoria social, Sociologia alemã, Epistemologia

Resumo

Discorrer sobre as tradições do pensamento na sociologia obriga a uma análise das escolhas e elaborações epistemológicas a partir das influências culturais que cada tradição sofreu. A sociologia, enquanto olhar sobre o mundo surgido no processo da modernidade, é também um de seus produtos. Do mesmo modo que Jessé Souza (2000) afirma que não há Modernidade, mas modernidades, afirmarnos que não há Sociologia e sim sociologias. A tradição do pensamento sociológico alemão compõe uma das mais importantes matrizes da sociologia. As singularidades contidas no processo de sua formação legou um olhar radicalmente original sobre a realidade. A partir disso, este trabalho tem por objetivo analisar brevemente os elementos que tornaram a tragédia o traço comum que une os seguintes pensadores clássicos do surgimento da sociologia moderna na Alemanha: F. Tönnies (1855-1936), G. Simmel (1858-1918) e M. Weber (1864-1920), e que se estende até o circulo interno da Escola de Frankfurt, sobretudo Adorno e Horkheimer.

Biografia do Autor

Adélia M. Miglievich Ribeiro, Universidade Estadual do Norte Fluminense

Graduação em Ciências Sociais pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ. Mestrado em Sociologia pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro, IUPERJ-Tec. Doutorado em Sociologia e Antropologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ.

Mais informações no Currículo Lattes.

Brand Arenari, Universidade Estadual do Norte Fluminense

Possui Graduação em Ciências Sociais pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro e Mestrado em Cognição e Linguagem pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro. Atualmente faz Doutorado em Sociologia na Universidade Humboldt em Berlim.

Mais informações no Currículo Lattes.

Downloads

Publicado

2004-01-01

Edição

Seção

Artigos