Novas tramas produtivas no setor de telecomunicações pós-privatização: a experiência do Rio Grande do Sul

Autores

  • Sandro Ruduit Garcia Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

Privatização, Telecomunicações, Relações interfirmas, Emprego

Resumo

O objetivo deste texto 2 é analisar as características das novas tramas produtivas que se configuram no setor de telecomunicações, no Estado do Rio Grande do Sul, a partir do processo de privatização ocorrido em 1998. Constatou-se que a empresa desestatizada reduziu o quadro de pessoal e ampliou a terceirização de trabalho, configurando uma nova trama produtiva mamada pela diversidade nas relações interempresas, nas formas de uso e de gestão da força de trabalho e nas condições de emprego. Portanto, a privatização acarretou a perda de qualidade do emprego para alguns, porém não afetou negativamente o nível de emprego no setor.

Biografia do Autor

Sandro Ruduit Garcia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Possui Graduação em Ciências Sociais pela UFRGS. Obteve os títulos de Mestre e de Doutor em Sociologia pela UFRGS. Atualmente, é Professor Adjunto no Departamento de Sociologia e no PPG Sociologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Mais informações no Currículo Lattes.

Downloads

Publicado

2004-01-01

Edição

Seção

Artigos