As representações sociais sobre legislação ambiental em uma comunidade de agricultores

Autores

  • Márcio Oliveira UFPR

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

Meio ambiente, Comunidade rural, Representagões sociais

Resumo

Este artigo tem por objetivo conhecer as opiniões de uma comunidade de agricultores — comunidade de Batuva — residentes numa area de proteção ambiental (APA de Guaraqueçaba, litoral norte do Paraná) sobre a legislacão ambiental ora em vigor. A análise foi realizada a partir de um grupo de questões abertas presentes no censo realizado pelo doutorado em Meio Ambiente e Desenvolvimento da Universidade Federal do Paraná (DMDA/UFPR)/Universidade de Bordeaux II em julho de 2000 junto aos habitantes rurais do município de Guaraqueçaba (PR). O exame dos dados revelou que os agricultores de Batuva elaboraram socialmente ao longo dos últimos 15 anos uma opinião bastante negativa a cerca da legislação ambiental. O tempo de domínio dos imóveis rurais e de convivência dentro da comunidade nos permitiu supor que suas opiniões individuals sejam representações sociais.

Biografia do Autor

Márcio Oliveira, UFPR

Graduado em Licenciatura em Educação Física pela Universidade Federal de Juiz de Fora, Mestrado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas e Doutorado em Ciências do Movimento Humano pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atualmente é Research Assistant Professor da Universidade de Maryland, EUA.

Mais informações no Currículo Lattes.

Downloads

Publicado

2000-01-01