Encontros e desvios nos semáforos: investigando artistas em Florianópolis/SC

Beatriz S. Albino, Vanessa F. Davies, Alexandre F. Vaz

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/2178-4582.2012v46n2p469

A ideia de investigar artistas que atuam em semáforos de Florianópolis/SC teve sua origem em um estranhamento que nos fez vê-los na forma de uma alteridade radical. A pesquisa etnográfica permitiu descobrir relações simbólicas de pertencimentoe de desvio entre os artistas, destacando-se a figura de um “outro”, próximo, mas perigoso, que partilha simbolicamente os semáforos: o micróbio, estrangeiro que faria confundir o artista com a marginalidade. No semáforo ocorre também, no entanto, a reafirmação, por meio das performances dos artistas, do que deles é esperado: a comicidade, o virtuosismo, a aparência adequada.


Palavras-chave


Alteridade; Arte de rua; Desvio; Semáforos; Florianópolis/SC

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2178-4582.2012v46n2p469

Direitos autorais 2013 Beatriz S. Albino, Vanessa F. Davies, Alexandre F. Vaz

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

R. Ci. Hum. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe 2178-4582

Creative Commons License Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

 

.