Subsídio e déficit habitacional no programa MCMV

José Eduardo Baravelli

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/2178-4582.2015v49n1p199

O artigo recupera documentos e pesquisas recentes sobre o programa Minha Casa Minha Vida para apontar o uso do conceito de déficit habitacional como legitimador político e institucional do programa de habitação do governo federal. Esta legitimação, por outro lado, esvazia de sentido político o subsídio habitacional para a provisão habitacional para famílias de baixa renda, ideal oriundo dos movimentos de moradia e que, uma vez transplantado para o centro do programa Minha Casa Minha Vida, se limita a dar suporte a uma política de desenvolvimento econômico da construção habitacional brasileira.


Palavras-chave


Habitação social; subsídio habitacional; déficit habitacional; programa MCMV

Texto completo:

PDF

Referências


ARANTES, Pedro; FIX, Mariana (2009). “Como o governo Lula pretende resolver o problema da habitação”. Correio da cidadania. Versão original em mimeo. São Paulo: Sociedade para o Progresso da Comunicação Democrática.

BONDUKI, Nabil (2009). “Do projeto Moradia ao programa Minha Casa Minha Vida”. Teoria e Debate, n. 82. São Paulo: Fundação Perseu Abramo.

BOULOS, Guilherme (2013). “Quando o discurso não convence”. Folha de S. Paulo. Edição de 27DEZ13. São Paulo: Grupo Folha.

BRUNA, Paulo (1976). Arquitetura, industrialização e desenvolvimento. São Paulo: Perspectiva.

DAMÉ, Luiza (2012). “Meta do MCMV2 sobe para 2,4 milhões de casas”. O Globo, edição de 12ABR12. Rio de Janeiro: GDA.

FERREIRA, João Setti (org.) (2012). Produzir casas ou construir cidades?. São Paulo: LabHab/Fupam.

FJP - Fundação João Pinheiro (2011). Déficit habitacional no Brasil 2008. Brasília: MCidades.

KRAUSE, Cleandro; BALBIM, Renato; LIMA NETO, Vicente (2013). Minha Casa Minha Vida, nosso crescimento. Texto para discussão 1853. Rio de Janeiro: IPEA.

MARCUSE, Peter (2009). “A Critical Approach to the Subprime Mortgage Crisis in the United States”. City & Community, vol. 8, n. 3.

MARICATO, Ermínia (2011). O impasse da política urbana no Brasil. São Paulo: Vozes.

MCIDADES - Ministério das Cidades (2009). Plano Nacional de Habitação - PlanHab. Brasília: MCidades.

NASCIMENTO, Denise; TOSTES, Simone (2011). Programa Minha Casa Minha Vida. In: “www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquitextos/12.133/3936”.

RODRIGUES, Evaniza (2013). A Estratégia Fundiária dos movimentos populares na produção autogestionária da moradia. Dissertação de Mestrado. São Paulo: FAU/USP.

SINGER, André (2013). Os sentidos do lulismo. São Paulo: Cia das Letras.




DOI: https://doi.org/10.5007/2178-4582.2015v49n1p199

Direitos autorais 2015 José Eduardo Baravelli

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

R. Ci. Hum. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe 2178-4582

Creative Commons License Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

 

.