Psicologia e Afetividade em Espinosa: uma revisão crítica sobre o uso da teoria dos afetos

Autores

  • André Gustavo Imianowsky Fundação Universidade Regional de Blumenau - FURB
  • Carla de Almeida Vitória

DOI:

https://doi.org/10.5007/2178-4582.2020.e67929

Palavras-chave:

Psicologia, Espinosa, Teoria dos Afetos

Resumo

Este trabalho consiste numa investigação que visa analisar as relações existentes na Psicologia acerca da Afetividade a partir das contribuições de Espinosa. Partindo inicialmente de uma revisão bibliográfica em base de dados para conhecer qual a compreensão da Psicologia sobre os afetos, elencou-se três categorias de análise: a) distinção entre usos casuais e sistemáticos da obra de Espinosa; b) conceitos espinosanos que recebem maior atenção ou citação; c) áreas que buscam no autor uma contribuição às suas reflexões. Do total de artigos, 43,75% fizeram uso casual da referência pessoal ou teoria de Espinosa e 56,25% fizeram uso sistemático e destacaram a teoria por meio de elaboração reflexiva. Entre os artigos existe a prevalência dos conceitos afeto/afetividade/dimensão afetiva, conatus, encontro, paixão, afecções e imaginação. As áreas que buscam a contribuição do filósofo se destacam em: sócio-histórica; histórico-cultural; educacional; desenvolvimento; clínica; representações sociais; psicanálise na infância.

Biografia do Autor

André Gustavo Imianowsky, Fundação Universidade Regional de Blumenau - FURB

Professor da Universidade Regional de Blumenau - Departamento de Psicologia; Mestre em Psicologia Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC/SP

Carla de Almeida Vitória

Psicóloga pela Universidade Regional de Blumenau - FURB

Referências

BLOCH, Marc. Apologia da história ou o ofício de historiador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2001.

BRANDÃO, Israel Rocha. Afetividade e participação na metrópole: uma reflexão sobre dirigentes de ONGs da cidade de Fortaleza. 2008. Tese (Doutorado em Psicologia Social) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo. Disponível em: https://sapientia.pucsp.br/bitstream/handle/17310/1/Israel%20Rocha%20Brandao.pdf. Acesso em: 15 out. 2018.

CHAUÍ, Marilena de Souza. Espinosa: vida e obra. In: ESPINOSA, Baruch de; CHAUÍ, Marilena de Souza. Pensamentos metafísicos: Tratado da correção do intelecto: Ética: Tratado político: Correspondência. Tradução de Marilena de Souza Chauí et al. 3. ed. São Paulo: Abril Cultural, 1983. (Os Pensadores).

CHAUÍ, Marilena. Convite à Filosofia. São Paulo: Ática, 2000.

CHAUÍ, Marilena. Poder e liberdade: a política em Espinosa. Cadernos de Ética e Filosofia Política, São Paulo, n. 4, 2002.

EUZÉBIOS FILHO, Antônio; GUZZO, Raquel Souza Lobo. Marxismo e teoria da personalidade: uma análise do sujeito histórico, Cadernos Cemarx, n. 6, 2009. Disponível em: https://www.ifch.unicamp.br/ojs/index.php/cemarx/article/viewFile/1088/785. Acesso em: 15 out. 2018.

ESPINOSA, Baruch de. Pensamentos metafísicos: Tratado da correção do intelecto: Ética: Tratado político: Correspondência. Tradução de Marilena de Souza Chauí et al. 3. ed. São Paulo: Abril Cultural, 1983. (Os Pensadores).

MACHADO, Letícia Vier; FACCI, Marilda Gonçalves Dias; BARROCO, Sonia Mari Shima. Teoria das emoções em Vigotski, Psicol. estud., Maringá, v. 16, n. 4, 2011. Disponível em: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=287122492015. Acesso em: 21 ago. 2018.

MAGIOLINO, Lavínia Lopes Salomão; SMOLKA, Ana Luiza Bustamante. Afeto e emoção no diálogo de Vygotsky com Freud: apontamentos para a discussão contemporânea. 2010. Disponível em: http://32reuniao.anped.org.br/arquivos/trabalhos/GT20-5545--Int.pdf. Acesso em: 21 ago. 2018.

MAHEIRIE, Katia; SAWAIA, Bader Burihan. A Psicologia sócio-histórica: um referencial de análise e superação da desigualdade social, Psicologia e Sociedade, v. 26, n. spe. 2, p.1-3, 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822014000600001&lang=pt. Acesso em: 15 out. 2018.

PHILLIPIS, B.S. Pesquisa social: estratégias e táticas. Rio de Janeiro, Livraria Agir Editora, 1974.

PIMENTEL, Alessandra. O método da análise documental: seu uso numa pesquisa historiográfica, Cadernos de Pesquisa. n. 114, p. 179-195, 2001. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cp/n114/a08n114. Acesso em: 27 out. 2018.

PROST, Antoine. Doze lições sobre a história. Belo Horizonte: Autêntica, 2008. 287p.

SAWAIA, Bader Burihan. A crítica ético-epistemológica da psicologia social pela questão do sujeito, Psicologia e Sociedade, São Paulo, vol. 10, n. 2, p. 117-136, 1998. Disponível em: http://www4.pucsp.br/nexin/artigos/download/a-critica-etico-epistemologica.pdf. Acesso em: 15 out. 2018.

SAWAIA, Bader Burihan. Psicologia e desigualdade social: uma reflexão sobre liberdade e transformação social, Psicologia e Sociedade, São Paulo, v. 21, n. 3, p. 364-372, 2009. http://www.scielo.br/pdf/psoc/v21n3/a10v21n3. Acesso em: 15 out. 2018.

SAWAIA, Bader Burihan; SILVA, Daniele Nunes Henrique. Pelo reencantamento da Psicologia: em busca da positividade epistemológica da imaginação e da emoção no desenvolvimento humano, Cad. CEDES, vol. 35, p. 343-360, 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ccedes/v35nspe/1678-7110-ccedes-35-spe-00343.pdf. Acesso em: 15 out. 2018.

VIGOTSKY, Lev Semyonovich. Teoría de las emociones: estudio histórico-psicológico. Madrid: Akal, 2004.

DOCUMENTOS PRIMÁRIOS (ARTIGOS ANALISADOS)

AZEVEDO, Lívia Godinho Nery Gomes et al. Experimentação política da amizade em comunidades da internet a partir da teoria dos afetos de Espinosa, Psicologia USP, São Paulo, v. 26, n. 2, p. 208-220, 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/pusp/v26n2/0103-6564-pusp-26-02-00208.pdf. Acesso em: 05 nov. 2018.

BRAZAO, José Carlos Chaves. A Implicação do Afeto na Psicologia do Desenvolvimento: uma Perspectiva Contemporânea, Psicologia: ciência e profissão, Brasília, v. 35, n. 2, p. 342-358, 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-98932015000200342&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 05 nov. 2018.

COSTA, Áurea Júlia de Abreu; PASCUAL, Jesus Garcia. Análise sobre as emoções no livro Teoría de las emociones (Vigotski), Psicologia & Sociedade, Belo Horizonte, v. 24, n. 3, p. 628-637, 2012 Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-71822012000300016&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 21 ago. 2018.

HINKEL, Jaison; MAHEIRIE, Kátia. Rap-rimas afetivas da periferia: reflexões na perspectiva sócio-histórica, Psicologia e Sociedade, Porto Alegre, v. 19, n. spe 2, p. 90-99, 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822007000500024&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 05 nov. 2018.

LOOS, Helga, SANT'ANA, René Simonato. Cognição, afeto e desenvolvimento humano: a emoção de viver e a razão de existir. Educar em Revista 2007. Disponível em: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=155013356011. Acesso em: 05 nov. 2018.

PEIXOTO JUNIOR, Carlos Augusto. Permanecendo no próprio ser: a potência de corpos e afetos em Espinosa, Fractal: Rev. Psicol., Rio de Janeiro, v. 21, n. 2, p. 371-385, 2009. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1984-02922009000200012&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 21 ago. 2018.

PEIXOTO JUNIOR, Carlos Augusto; ARAN, Márcia. O lugar da experiência afetiva na gênese dos processos de subjetivação, Psicol. USP, São Paulo, v. 22, n. 4, p. 725-746, 2011. Disponível em: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=305123742007. Acesso em: 05 nov. 2018.

RIBEIRO, Marinalva Lopes; JUTRAS, France. Representações sociais de professores sobre afetividade, Estud. psicol., Campinas, v. 23, n. 1, p. 39-45, 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/estpsi/v23n1/v23n1a05.pdf. Acesso em: 05 nov. 2018.

SAWAIA, Bader Burihan. Teoria laneana: a univocidade radical aliada à dialética-materialista na criação da psicologia social histórico-humana, Psicol. Soc., Porto Alegre, v. 19, n. spe 2. p. 81-89, 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-71822007000500023&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 05 nov. 2018.

SAWAIA, Bader Burihan. Psicologia e desigualdade social: uma reflexão sobre liberdade e transformação social, Psicol. Soc., Florianópolis, v. 21, n. 3, p. 364-372, 2009 Disponível em: http://www4.pucsp.br/nexin/artigos/download/psicologia-e-desigualdade-social.pdf. Acesso em: 05 nov. 2018.

SAWAIA, Bader Burihan. Transformação social: um objeto pertinente à psicologia social? Psicol. Soc., Belo Horizonte, v. 26, n. spe2, p. 4-17, 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/psoc/v26nspe2/a02v26nspe2.pdf. Acesso em: 05 nov. 2018.

SAWAIA, Bader Burihan; SILVA, Daniele Nunes Henrique. Pelo reencantamento da Psicologia: em busca da positividade epistemológica da imaginação e da emoção no desenvolvimento humano, Cad. CEDES, Campinas, v. 35, n. spe, p. 343-360, 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ccedes/v35nspe/1678-7110-ccedes-35-spe-00343.pdf. Acesso em: 05 nov. 2018.

SILVA, Daniele Nunes Henrique; MAGIOLINO, Lavínia Lopes Salomão. Dimensões (est)éticas e políticas da paixão entre Simone e Nelson, Psicol. Soc., Belo Horizonte, v. 28, n. 1, p. 45-54, 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/psoc/v28n1/1807-0310-psoc-28-01-00045.pdf. Acesso em: 05 nov. 2018.

SOUZA, Maria Thereza Costa Coelho de. As relações entre afetividade e inteligência no desenvolvimento psicológico, Psic.: Teor. e Pesq., Brasília , v. 27, n. 2, p. 249-254, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ptp/v27n2/a05v27n2.pdf. Acesso em: 05 nov. 2018.

WORTMEYER, Daniela Schmitz; SILVA, Daniele Nunes Henrique; BRANCO, Angela Uchoa. Explorando o território dos afetos a partir de Lev Semenovich Vigotski, Psicol. estud., Maringá , v. 19, n. 2, p. 285-296, 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/pe/v19n2/11.pdf. Acesso em: 05 nov. 2018.

VIANA CHAVES, Hamilton et al. Contribuições de Baruch Espinosa à teoria histórico-cultural, Psicol. rev., v. 18, n. 1, p. 134-147, abr. 2012 Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-11682012000100011. Acesso em: 05 nov. 2018.

Downloads

Publicado

2021-08-12

Edição

Seção

Artigos