Soberano oculto: análise do papel do Estado norte-americano no fomento aos setores industrias ligados à computação

Autores

  • Robson Rocha de Souza Júnior Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Professor Assistente da Universidade do Estado de Minas Gerais.

DOI:

https://doi.org/10.5007/2178-4582.2020.e68260

Palavras-chave:

Intervenção do Estado, Estado norte-americano, Inovação econômica, Setores industriais ligados à computação

Resumo

O objetivo desse artigo é demonstrar o papel desempenhado pelo Estado norte-americano no fomento aos setores industriais ligados à computação. Essa investigação se centra tanto no papel do Estado no processo de catching up desses setores industriais, como em seu papel no decorrer de seu processo de consolidação. Assim, o artigo busca problematizar a ideia de que o Estado norte-americano constitui um modelo de Estado que intervém pouco na economia, o que fica claro a partir da apreciação de seu apoio aos setores industriais ligados à computação. Para ilustrar a atuação do governo norte-americano em prol desses setores industriais, essa investigação se valerá da análise de quatro casos históricos: o Semi-Automatic Ground Environment; o National Science Foundation; o Defense Advanced Research Projects Agency; o Semiconductor Manufacturing Technology Consortium. Com isso, espera-se apresentar as nuances do apoio do Estado norte-americano a esses setores estratégicos da economia, o que já foi destacado por importantes contribuições teóricas, especialmente Mazzucato (2014), Chang (2004) e Block (2008), os quais abordaram essa questão de forma mais geral. Para tanto, foi analisada uma ampla literatura mais específica que tratou de analisar o desenvolvimento desses setores industriais nos Estados Unidos.

Referências

BLOCK, F. Swimming against the current: the rise of a Hidden Developmental State in the United States. Politics Society, 36: 169, may 2008.

CAMPBELL-KELLY, M. “Development and Struture of the International Software Industry – 1950-1990. Business and Economic History. Volume 24, no 2, 1995.

CHANG, H. Chutando a escada: a estratégia do desenvolvimento em perspectiva histórica. Editora Unesp, 2004.

EVANS, P. Embedded Autonomy: States and Industrial Transformation. Princeton, New Jersey: Princeton University Press, 1995.

FREEMAN, C.; SOETE, L. A economia da inovação industrial. Campinas: Editora da Unicamp, 2008.

GERSCHENKRON, A. Economic in Historical Perspective: a Book or Essays. Cambridge. Mass: Harvard University Press, 1962.

HIRSCHMAN, A. O. The strategy of economic development. Yale: Yale University Press, 1958.

LANGLOIS, R. N, & MOWERY, D. C. The Federal Government Role in the Development of the American Software Industry: an assessment. 1995.

MAZZUCATO, Mariana. O Estado Empreendedor: Desmascarando o mito do setor público vs. setor privado. São Paulo: Portfólio-Pinguim, 2014.

MOWERY, D. C. Federal policy and the development of semiconductors, computer hardware, and computer software: A policy model for climate-change R&D. In: HENDERSON, R. M.; NEWELL, R. G.. Acceleration Energy Innovation: insights from multiple Sectors. Chicago: University Chicago Press, 2011.

POLANYI, Karl. A Grande Transformação: as origens da nova época. Tradução de Fanny Wrobel. Editora Campus Ltda. Rio de Janeiro, 1980.

SCHUMPETER, J. A. Teoria do desenvolvimento econômico. São Paulo: Editora Nova Cultural, 1997. (Col. Os Economistas).

STEINMUELLER, W. E. The U.S. Software Industry: an Analysis and Interpretative History. In: MOWERY, D. C. (ed.). The International Computer Software Industry. Oxford: Oxford University Press.

Downloads

Publicado

2021-08-12

Edição

Seção

Artigos