Efeito da luz e aeração sobre a taxa de metamorfose de náuplios para protozoea e na qualidade das larvas de Litopenaeus vannamei

Hadja Radtke Nunes, Edemar Roberto Andreatta

Resumo


A fim de determinar as faixas ótimas dos fatores intensidade luminosa e de aeração que refletissem na melhor taxa de metamorfose de náuplios de Litopenaeus vannamei para protozoea I e sobre a qualidade das larvas, foram realizados dois experimentos separados avaliando a taxa de virada e a qualidade das larvas após a metamorfose. Os náuplios foram expostos a quatro diferentes intensidades de luz (0, 5.000, 10.000 e 15.000 lux) e quatro condições de aeração (estática, fraca, média e forte). Os dados obtidos foram submetidos à ANOVA unifatorial (nível de significância de 5%), seguida pelo teste de Tukey para a comparação de médias. Não foram verificadas diferenças significativas entre as porcentagens de metamorfose sob as diferentes condições de luminosidade e aeração testadas (P>0,05). No entanto, a pontuação da qualidade das larvas foi significativamente menor (P<0,05) sob condição de escuridão contínua (0 lux) e no tratamento com intensidade de aeração fraca em relação aos demais tratamentos de ambos os experimentos.


Palavras-chave


Aeração; Intensidade luminosa; Litopenaeus vannamei; Qualidade das larvas; Taxa de metamorfose

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2010v23n2p77

Direitos autorais 2011 Hadja Radtke Nunes, Edemar Roberto Andreatta

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.