Ocorrência de oocistos de Cryptosporidium spp. na água destinada a manutenção dos peixes-boi marinhos (Trichechus manatus) em cativeiro

João Carlos Gomes Borges, Leucio Câmara Alves, Maria Aparecida da Gloria Faustino, Jeane Kury Nobre Gomes, Régis Pinto de Lima

Resumo


A finalidade da pesquisa foi verificar a ocorrência de oocistos de Cryptosporidium spp. na água de consumo e abastecimento das piscinas destinadas aos peixes-boi marinhos (Trichechus manatus) em cativeiro. Para tanto, foram coletadas seis amostras de água, provenientes do ponto de abastecimento das piscinas (praia), água destinada ao consumo dos animais, água mineral utilizada na formulação da dieta láctea ofertada aos filhotes órfãos e das piscinas destinadas a manutenção permanente, reabilitação com filhotes de idade superior a dois anos e reabilitação com filhotes de idade inferior a dois anos. Antes das amostras serem processadas, estas foram submetidas ao processo de filtração. Posteriormente o diagnóstico do parasito foi realizado pela técnica de Kinyoun e as amostras positivas foram submetidas ao Teste de Imunofluorescência Direta. Os resultados revelaram a presença de oocistos de Cryptosporidium spp. em 66,67% (4/6) das amostras, correspondendo à água proveniente do ponto de abastecimento dos recintos e das piscinas, sendo encontrados de oito a 56 oocistos/litro. Os resultados evidenciaram que a água destinada à manutenção dos peixes-boi marinhos pode ser um meio importante na transmissão hídrica de Cryptosporidium spp. predispondo a ocorrência da criptosporidiose
em peixes-boi marinhos em cativeiro.

Palavras-chave


Trichechus manatus; Epidemiologia; Criptosporidiose; Saúde pública

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 2007 João Carlos Gomes Borges, Leucio Câmara Alves, Maria Aparecida da Gloria Faustino, Jeane Kury Nobre Gomes, Régis Pinto de Lima

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.