Efeito da densidade populacional sobre o desempenho de coelhos em crescimento

Aderbal Cavalcante Neto, Jeffrey Frederico Lui, Leilane Rocha Barros Dourado, Joseli Alves Ferreira Zanato, Eduardo Pahor Filho, Natan Cotero Garrafoni, Ludmila da Paz Gomes da Silva

Resumo


Este experimento avaliou o efeito do aumento da densidade populacional sobre o desempenho de coelhos em crescimento. Foram utilizados 80 coelhos Nova Zelândia Branco em delineamento inteiramente casualizado
com quatro tratamentos e quatro repetições. As densidades avaliadas foram: 4,16, 8,33, 12,50 e 16,67 coelhos/m2. Foram estudados ganho de peso, consumo de ração, conversão alimentar, produção de carne por m2 e viabilidade econômica. Não foram observadas diferenças (P>0,05) entre as densidades em relação à conversão alimentar, ao peso final e ao ganho de peso. O aumento da densidade populacional diminuiu (P<0,05) o consumo diário de ração, que foi menor nos animais criados na maior densidade avaliada. Houve aumento (P<0,01) da produção de carne por metro quadrado devido ao aumento da densidade e, conseqüentemente, aumento da receita bruta e do lucro operacional. Concluiu-se que a maior densidade avaliada (16,67 coelhos/m2) pode ser adotada, por reduzir o consumo de ração e aumentar a produção de carne total e o lucro operacional.

Palavras-chave


Oryctolagus cuniculum; Produtividade; Viabilidade econômica

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 2007 Aderbal Cavalcante Neto, Jeffrey Frederico Lui, Leilane Rocha Barros Dourado, Joseli Alves Ferreira Zanato, Eduardo Pahor Filho, Natan Cotero Garrafoni, Ludmila da Paz Gomes da Silva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.