Conhecimento sobre o molusco gigante africano Achatina fulica entre estudantes de uma escola pública na Região Metropolitana do Recife.

Renata Manzi de Souza, Ângelo Giuseppe Chaves Alves, Marcos Souto Alves

Resumo


Achatina fulica Bowdich, 1822, espécie de molusco tropical africano, foi introduzida no Brasil em 1988 para substituir o caramujo europeu Helix sp. – o escargot. Contudo, seu cultivo foi abandonado e o molusco transformou- se numa espécie invasora, já registrada em 23 estados brasileiros. Diversas cidades no Estado de Pernambuco já registraram a presença do animal. Para avaliar o grau de conhecimento das populações atingidas em regiões circunvizinhas às cidades descritas, sob a óptica da etnociência, foi realizado um estudo com alunos da Escola Estadual Pastor José Florêncio Rodrigues, do município do Cabo de Santo Agostinho, Pernambuco. Os dados foram obtidos através de uma questão aberta, tendo sido as respostas trabalhadas através da técnica do discurso do sujeito coletivo (DSC). Observou-se, no discurso dos estudantes, a preexistência de conhecimentos sobre A. fulica, com destaque para os seguintes aspectos: transmissão de doenças, taxonomia, impactos ambientais decorrentes da introdução de espécies alienígenas, bem como o processo de entrada e crescimento do molusco no corpo humano. Propõe-se que este conhecimento prévio seja levado em consideração na elaboração e execução de estratégias educativas que visem à conservação da natureza e o manejo de espécies exóticas.

Palavras-chave


Achatina fulica; Discurso do sujeito coletivo (DSC); Escargot; Conhecimento local; Concepções alternativas; Espécies invasoras

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 2007 Renata Manzi de Souza, Ângelo Giuseppe Chaves Alves, Marcos Souto Alves

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.