Piranha Serrasalmus spilopleura (Characidae) sobrevivendo sem nadadeiras peitorais

Rodrigo C. P. Beheregaray, Enrique Querol, Amarílis D. de Carvalho, Fabrício S. da Silveira, Isabel C. da Mota

Resumo


Este trabalho trata de um espécime de piranha Serrasalmus spilopleura (Characidae) procedente da Barragem Sanchuri (29º35'06"S e 56º50'54"W), oeste do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil, com as nadadeiras peitorais amputadas em sua articulação e com uma lesão no ventre junto a região cardíaca. As lesões apresentavam-se completamente cicatrizadas. O estômago estava repreto, indicando que o animal tinha condições de sobreviver desta forma. Dados biométricos do exemplar e a relação dos itens do conteúdo estomacal também são apresentados aqui.

Palavras-chave


Serrasalmus spilopleura; Lesões; Sobrevivência

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 2001 Rodrigo C. P. Beheregaray, Enrique Querol, Amarílis D. de Carvalho, Fabrício S. da Silveira, Isabel C. da Mota

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.