Desempenho da macrófita Lemna valdiviana no tratamento terciário de efluentes de suinocultura e sua contribuição para a sustentabilidade da atividade

Flávia de A. Tavares, João Bosco R. Rodrigues, Paulo Belli Filho, Maria A. Lobo-Recio, Flávio R. Lapolli

Resumo


O presente trabalho visa contribuir com a sustentabilidade da suinocultura, avaliando o desempenho da macrófita aquática Lemna valdiviana no  tratamento terciário de efluentes suinícolas. Cinco ensaios (1 a 5) foram realizados em triplicata, utilizando amostras de efluentes de suinocultura com teores iniciais de DQO (Demanda Química de Oxigênio) de 400, 550, 700, 850 e 1.000mg.L-1, respectivamente. O experimento teve duração de 21 dias e as variáveis avaliadas foram: eficiência de remoção da carga poluente, produção de biomassa e teor protéico das plantas, em tempos de detenção de 7, 14 e 21 dias. De maneira geral, os Ensaios 1 e 2 (DQO de 400 e 550mg.L-1) apresentaram as melhores eficiências de remoção no tempo de detenção de 21 dias. Quando se objetiva aliar a remoção de poluentes e a produção de biomassa com alto valor protéico, o ensaio 3 (DQO de 700mg.L-1) em um tempo de retenção de 14 dias apresentou os melhores resultados (teor protéico de 36,81%). A utilização de lemnáceas no tratamento terciário de efluentes de suinocultura  se mostra como uma alternativa viável, pois além de tratar o efluente, contribui para a diminuição do impacto ambiental e para o desenvolvi- mento sustentável da atividade, devido à geração de alimento com alto teor protéico.


Palavras-chave


Dejeto suíno; Remoção de Nutrientes; Produção de biomassa; Lemnáceas

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2008v21n1p17

Direitos autorais 2008 Flávia de A. Tavares, João Bosco R. Rodrigues, Paulo Belli Filho, Maria A. Lobo-Recio, Flávio R. Lapolli

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.