Ocupação de conchas e utilização de microambientes por caranguejos ermitões (Decapoda, Anomura) na Praia da Fortaleza, Ubatuba, São Paulo

Pedro Henrique Cipresso Pereira, Jairo Zancaner Junior, Giuliano Buzá Jacobucci

Resumo


A maioria das espécies de ermitões utiliza conchas vazias de gastrópodes como abrigos móveis. A variação na disponibilidade desse recurso em microambientes distintos pode minimizar interações competitivas em espécies simpátricas, possibilitando sua coexistência. O presente trabalho teve como objetivos caracterizar a ocupação de conchas de gastrópodes por três espécies de ermitões e avaliar a disponibilidade das conchas e a utilização de microambientes pelos ermitões e gastrópodes em uma área infralitorânea no litoral norte do Estado de São Paulo. Para tanto, foram estabelecidos transectos, nos quais foram coletados todos os ermitões, gastrópodes e conchas vazias encontrados, registrando-se o tipo de microambiente utilizado. Em uma sub-amostra, os ermitões foram identificados e classificados quanto às categorias reprodutivas. As conchas utilizadas pelos caranguejos foram identificadas e avaliadas quanto à presença de danos e incrustações. Foram registradas três espécies de ermitão (Paguristes tortugae, Pagurus brevidactylus e Pagurus criniticornis), ocupando 15 espécies de conchas de gastrópodes e uma de escafópode (Dentalium sp.), com danos físicos e incrustação das conchas significativamente diferentes entre as espécies de ermitões. Em relação à utilização de microambientes, P. tortugae e P. brevidactylus foram encontrados principalmente em algas calcárias, enquanto P. criniticornis ocorreu principalmente em areia. Apesar das diferenças de utilização de conchas e microambientes, a grande sobreposição no uso desses recursos, principalmente entre os pagurídeos é um indicativo de que interações competitivas são fatores reguladores importantes para essas populações.


Palavras-chave


Crustacea; Diogenidae; Microambiente; Paguridae; Sudeste do Brasil

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2009v22n2p65

Direitos autorais 2011 Pedro Henrique Cipresso Pereira, Jairo Zancaner Junior, Giuliano Buzá Jacobucci

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.