Resposta morfoanatômica da folha de Podocarpus lambertii Klotzsch ex Endl (Podocarpaceae) implantado em duas áreas com diferentes graus de sucessão às margens do Reservatório Iraí – PR

Larissa De Bortolli Chiamolera, Alessandro Camargo Ângelo, Maria Regina Boeger

Resumo


Para que o processo de recuperação de uma área degradada ocorra de maneira satisfatória é imprescindível

o conhecimento da auto-ecologia das espécies arbóreas nativas. O objetivo deste trabalho foi avaliar a resposta
morfo-anatômica de Podocarpus lambertii após 18 meses de implantação em condições distintas de luminosidade
(área aberta e área de capoeira), considerando como fator de variação áreas com diferentes graus de sucessão nas
margens do Reservatório Irai - PR no momento de estabelecimento do experimento. Para isso foram avaliados aspectos morfológicos (área foliar, peso seco, área foliar específica, densidade estomática), anatômicos (espessuras de cutícula, epiderme adaxial, parênquima paliçádico, parênquima de transfusão, parênquima lacunoso, epiderme abaxial e espessura total) e desenvolvimento (altura, diâmetro e sobrevivência). Os resultados mostraram que P. lambertii apresentou diferença significativa para a área foliar (maior nos indivíduos da capoeira). Para a densidade estomática, espessura de cutícula, parênquimas paliçádico, lacunoso, espessura total, altura e diâmetro foram significativamente maiores para os indivíduos da área aberta. A taxa de sobrevivência foi semelhante para ambas as áreas. Então, P. lambertii, nas condições desse estudo, demonstrou ser capaz de se adaptar tanto a condições que apresentam maior ou menor disponibilidade de irradiância, porém, apresentando um desenvolvimento mais satisfatório em condições intermediárias de luz.


Palavras-chave


Morfoanatomia foliar; Podocarpus lamberti; Variação lumínica

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2010v23n2p1

Direitos autorais 2011 Larissa De Bortolli Chiamolera, Alessandro Camargo Ângelo, Maria Regina Boeger

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.